Aperte os cintos, você está dirigindo um Tesla!

Aperte os cintos, você está dirigindo um Tesla!

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

29/01/2021 • Atualizado: 11/12/2021

5 minutos

Compartilhar:

Mas você sabe mesmo no que você está entrando? Em uma das empreitadas do novo homem mais rico do mundo? Na líder da indústria de carros elétricos? Na rede de abastecimento de veículos movidos a energia limpa? Na empresa de geração e armazenamento de energia renovável?

Se um dos princípios básicos dos investimentos é entender no que você está investindo e onde está a potencial geração de valor, a nossa intenção aqui é trazer alguma clareza sobre a Tesla. A empresa que só o nome do CEO já traz inúmeros questionamentos e possibilidades.

Hoje a Tesla tem a maior parte da sua receita gerada pela venda de carros elétricos nos Estados Unidos. A empresa faturou USD31,5 MM1 em 2020, e o seu valor de mercado (número de ações x preço da ação) é de USD819 Bi2. Isso quer dizer que o mercado avalia a empresa em quase 26 vezes o a geração de receita dela.

Prefiro não entrar no mérito se esse é o melhor indicador para não estendermos demais, mas ele basicamente indica que, se a empresa continuar no ritmo de geração de caixa atual ela demoraria quase 26 anos para gerar de receita o valor de mercado dela. Lembrando que estamos falando em geração de receita, não é nem geração de lucro.

Logo, o mercado deve estar vendo algo além de uma fabricante/vendedora (a Tesla faz suas vendas diretamente para o consumidor final, dispensando concessionárias e revendedores) de carros elétricos nos Estados Unidos para a ação estar tão valorizada. E de fato o mercado está.

Só que o mais curioso da análise de Tesla é que praticamente o mesmo ponto pode ser visto como um motivo para comprar ou um motivo para vender, depende da perspectiva. Listamos alguns desses pontos abaixo para você poder decidir qual lado te parece fazer mais sentido.

Imagem de um gráfico de pizza, com o título Receita por linha de negócio. As porcentagens são: oitenta e quatro por cento é igual a venda de automóveis, sete por cento é igual a geração e armazenamento de energia, seis por cento é igual a serviços e outros, três por cento e igual a leasing de automóveis
Imagem de um gráfico de pizza, com o título Receita por país. As porcentagens são: quarenta e oito por cento é igual a estados unidos, trinta e dois por cento é igual a outros, vinte por cento é igual a china
 Motivos para comprarMotivos para vender
Gestão – Elon Musk (CEO)Elon Musk é conhecido por sua ousadia. O investidor da Tesla viabilizou alguns dos projetos mais audaciosos dos últimos tempos. A capacidade de inovar do CEO seria um diferencial em qualquer negócio.Por outro lado, a dependência ou a vinculação do sucesso da Companhia ao nome do Musk pode ser um risco. Se, de uma hora para outra, ele não estiver mais lá, a empresa continua sendo um bom investimento?
Negócio inovador – Descarbonização
da economia
A Tesla, como líder na categoria de carros elétricos, tem desempenhado um papel importante na transformação do mercado de carros elétricos. Focando nos modelos mais acessíveis, a empresa contribui para que a categoria de veículos movidos a energia limpa ganhe espaço.  Junto com isso, a empresa potencializa a geração de resultado de outras linhas de negócio, como a geração e armazenamento de energia. A empresa é dona da Supercharge, a rede de abastecimento rápido de carros elétricos, que hoje não é monetizada.Mas, toda essa inovação tem um custo. Os gastos da empresa com investimento em Pesquisa & Desenvolvimento tem alimentado na comparação anual, o que pode pressionar as margens  no curto / médio prazo.
Números – Balanço & MúltiplosDiferente de algumas jovens empresas que negociam na bolsa a valores de mercado exorbitantes sem ainda gerar lucro, a Tesla completou no agora no 4o trimestre de 2020 o fechamento de 6 trimestres consecutivos com lucro. A empresa também aproveitou o momento de liquidez de mercado (por conta do cenário de juros baixos) e equalizou seu balanço. A Tesla reportou no último resultado USD19,4 Bi de caixa e USD2,1 Bi de dívida de curto prazo. A maior parte da dívida da Cia (USD 9,5 Bi) está distribuída no longo prazo.A ação da Tesla valorizou 619% ao longo dos últimos 12 meses, sendo 180,8% só nos últimos 6 meses. Essa alta recente das ações fez com que os múltiplos da empresa se descolassem da média dos indicadores do setor, o que passa a sensação da ação estar “cara”.

Caro ou barato pode ser relativo para muita coisa na vida, e nesse caso aplica-se para o investimento em Tesla. É difícil estimar o real potencial de geração de caixa na Companhia. Ainda há dúvidas sobre a concretização das oportunidades que estão na mesa hoje, enquanto por outro lado o CEO pode surgir com alguma inovação que potencialize ainda mais o negócio da Tesla.

Nessa semana, no dia 27 de janeiro, a Companhia divulgou os dados do 4º trimestre de 2020 (dez/2020). Apesar da receita acima do esperado, as linhas de resultado como margem e lucro por ação decepcionaram, o que está pressionando as ações. O resultado abaixo do esperado, somado ao momento de mercado marcado pela aversão a risco, fez com que a ação recuasse.

Para quem estiver comprado com o potencial de negócio da Tesla, há duas formas de investir na empresa: via compra de ação ou via o BDR da Tesla (TSLA34). Enquanto a ação é negociada apenas na bolsa americana (Nasdaq) e está avaliada por volta dos USD 8004, BDR que é equivalente a um recibo da ação e é negociado na bolsa brasileira (B3), está cotado a R$1374 (na paridade de 1:32).

Tem neblina nessa estrada, mas não dá para negar que o investimento parece uma daquelas rodovias de filme americano que dá vontade de acelerar. Se decidir acelerar, aperte os cintos investidor, você está dirigindo um Tesla!

1 Fonte: informações financeiras retiradas da divulgação de resultado do 4T20 (dez/20), disponibilizadas no site da Companhia.

2 Fechamento de 28/01/20

3 Fonte: Refinitiv ,com base nos números do 3T20 (set/2020), última informação disponível na fonte

4 cotação do dia 29/01/20