Investir na Bolsa de Valores: como eu aprendi a operar renda variável

Investir na Bolsa de Valores: como eu aprendi a operar renda variável

Navegue por assunto


Investir na Bolsa de Valores: saiba quais são alguns caminhos para você aprender a investir na bolsa de valores utilizando ferramentas gratuitas ou realizando pequenos investimentos na sua educação.

Muitos deixam de investir na Bolsa de Valores e ficam longe do mercado de renda variável acreditando que é arriscado demais.

Além disso, pensam que apenas investidores profissionais conseguem ter bons retornos ao longo do tempo.

Dentre esses e outros paradigmas a serem quebrados, preciso dizer que investir na bolsa de valores é para qualquer pessoa que tenha interesse em dedicar algumas horas de estudo.

Entenda que o maior risco apresentado não é pela volatilidade da bolsa, mas sim pela falta de conhecimento.

Diariamente vejo investidores pulando a etapa dos estudos com pressa de entrar logo no mercado de renda variável e investir na bolsa de valores, afim de ter grandes retornos o mais rápido possível.

É assim, infelizmente, que muitos são tirados do jogo precocemente.

Neste artigo, vou te explicar como comecei a investir na Bolsa de Valores e como você pode começar também.

Vamos lá?

Investir na Bolsa de Valores: por onde começar

Meus primeiros investimentos em renda variável aconteceram em meados de 2011 e eu me lembro muito bem do meu primeiro fundo imobiliário de shopping e ações de banco que comprei na época.

O que faz com que essa memória permaneça fresca em minha memória, foi a sucessão de erros que cometi por ter pressa para começar imaginando que a partir do momento que eu fizesse meus primeiros investimentos eu me tornaria o próprio Warren Buffet.

Ledo engano!

Logo percebi que seria necessário buscar diversas fontes de conhecimento e estudar mais sobre o assunto antes de investir na Bolsa de Valores.

Comecei por buscar livros sobre o tema para entender qual era mentalidade dos grandes investidores de sucesso e para quem acredita que basta estudar quando se está iniciando, saiba que esse aperfeiçoamento e busca de conhecimento deverá acontecer periodicamente ao longo de toda a sua jornada como investidor.

Voltando a falar de Warren Buffet, um dos homens mais ricos do mundo, mesmo aos 89 anos e com toda fortuna que construiu ele procura ler e estudar ao menos 4 horas por dia.

Dessa maneira também incorporei o hábito de ler e estudar diariamente e ao longo desses anos tiveram algumas leituras que foram marcantes:

  1. O jeito Peter Lynch de Investir – Peter Lynch e John Rotchild
  2. Fora da Curva – Florian Bartunek, Giuliana Napolitano e Pierre Moreau
  3. Faça fortuna com ações – Décio Bazin
  4. Os segredos de George Soros e Warren Buffet – Mark Tier
  5. As cartas de Warren Buffet – Warren Buffer e Max Olson
  6. O investidor Inteligente – Benjamin Graham
  7. Axiomas de Zurique – Max Gunther


Além de procurar a teoria por meio das leituras de livros, blogs e
e-books gratuitos utilizei o conhecimento de analistas e investidores profissionais do mercado que ficavam e ficam até hoje ensinando setups de investimentos no que chamamos de trading rooms ou salas de análises.

fechamento_semanal

Ainda que a maioria trabalhe pensando em ganhos de curto e médio prazo, é possível entender mais sobre a lógica do mercado, dos ativos que são negociados, do comportamento de preços e gerenciamento de risco.

Depois de alguns anos considerei que foi válido realizar alguns cursos, sendo alguns pagos e outros gratuitos e ainda que não tratassem da filosofia de investimentos que sigo hoje, foram importantíssimos para entender que independentemente da metodologia de investimentos, alguns conceitos sempre convergem.

Para quem investe pensando no longo, curto ou médio prazo os conceitos de risco x retorno sempre estarão em alta, bem como a importância de traçar objetivos.

Ter disciplina e não tentar desafiar o mercado também são importantes, afinal ele é soberano e cabe a nós investidores identificarmos o que ele está querendo nos dizer e agir.

A prática é essencial

A prática inevitavelmente será essencial para que você saiba se está no caminho certo dos estudos ou não.

Ao contrário de como eu fiz, recomendo que antes da prática você tenha a teoria de forma clara, evitando assim erros bobos.

Poucos sabem, mas existem diversas plataformas no mercado que possibilitam a simulação de investimentos, comprando e vendendo os mais diversos ativos a fim de entender as simetrias de cada um, entendendo que ações, opções, commoditties e mercado futuro são representados e se movimentam de forma diferente, podendo ser em centavos e pontos.

Outro ponto importante quando o investidor estiver nessa etapa é de começar com pouco dinheiro e apenas o montante que você não irá precisar no curto prazo e que também não irá comprometer de forma drástica seus projetos de longo prazo caso você cometa erros e perca esse dinheiro.

Gerenciamento de risco e longo prazo podem te salvar

Quando eu iniciei a investir na Bolsa de Valores, eu acreditava que os investimentos que buscavam ganhos no curto prazo deveriam ser tratados da mesma maneira e apenas alguns anos depois eu entendi que todo e qualquer investimento deve ser planejado pensando no longo prazo.

Se você decidir realizar day trade que consiste em negociar ativos no mesmo dia que trazem resultados instantâneos, ainda assim é preciso pensar no longo prazo entendendo que você faz com o objetivo de ganhar dinheiro para realizar seus objetivos e que muitos deles como a construção patrimonial pensando na sua aposentadoria, são objetivos de longo prazo.

Dessa maneira eu entendi que independentemente da velocidade dos ganhos eu precisava me planejar pensando nos múltiplos anos que viriam pela frente aos quais eu deveria ter uma estratégia bem definida para perdurar ao longo desse tempo.

Agora trazendo um pouco do gerenciamento de risco, ao contrário do que muitos pensam que as modalidades de investimento não devem se misturar, eu acredito que se feito de maneira inteligente é possível ter ativos de maior e menor risco que se complementam e incrementam a rentabilidade da sua carteira de investimentos.

É totalmente possível ter ativos com objetivo de longo prazo que buscam renda passiva e ao mesmo tempo realizar operações de maior risco no swing trade ou colocando small caps na carteira procurando maior rentabilidade.

Mesclar essas categorias de investimentos faz parte desse gerenciamento, onde o risco assumido é calculado e ainda que haja possibilidade maior de perda, se a mesma ocorrer não irá comprometer o restante da carteira de forma drástica e que você está destinando para o longo prazo.

Dessa maneira posso facilmente concluir que investir na bolsa de valores não é apenas para investidores profissionais.

É possível que qualquer entusiasta consiga estudar e aprender diariamente sobre essa modalidade, aperfeiçoando suas habilidades de investir em um mercado onde muitos acham que é muito arriscado.

Quer saber mais? Confira nossa artigo sobre como investir na bolsa.

ações_ibovespa

Algumas operações estão sujeitas a cobranças. Confira nossos custos em: clear.com.br/site/custos