[xp_hellobar][/xp_hellobar]

Vivendo de renda (Janeiro/22)

Vivendo de renda (Janeiro/22)

Navegue por assunto


Destaque do mês

Cenário Brasil

O que esperar para a Bolsa brasileira em 2022?

Não é surpresa que esperamos um ambiente macroeconômico mais desafiador para o Brasil em 2022. As projeções indicam que o crescimento econômico deve desacelerar consideravelmente – para 0% – resultado de um aperto nas condições monetárias, com um direcionamento de aumento dos juros que teve início em 2021. A taxa de juros Selic, que começou o ano em 2%, deve subir até 11,5% ao ano em 2022, e fechar o ano em 11%. Um dos principais tópicos de discussão para o Brasil nos próximos 5 anos será a trajetória fiscal, como ficam as contas do governo. A combinação de um alto nível de dívida em relação ao PIB (83%, um dos maiores entre mercados emergentes) com taxas de juros muito elevadas, é muito desafiadora. 

Como resultado, o Brasil deve decidir entre apertar a política fiscal, conter os gastos públicos no médio prazo e estabilizar a dinâmica da dívida; ou correr o risco de retornar ao velho cenário macroeconômico: gastos altos, inflação pressionada e taxas de juros elevadas. Essa será a questão-chave para monitorar no ciclo eleitoral do ano que vem.

Nesse cenário, mantemos nossos três temas principais nas ações brasileiras: 1) Commodities: que continuam oferecendo uma boa proteção contra inflação e o dólar mais alto; 2) Histórias de crescimento secular: que são empresas mais protegidas do cenário Macro desafiador; e 3) Oportunidades específicas: companhias de qualidade que tiveram uma forte queda recentemente, não relacionada aos seus fundamentos, e que podem se beneficiar de uma recuperação no mercado.

Alterações

Sem alterações nesse mês.

Considerando o cenário colocado acima, estamos confortáveis com a nossa exposição em ações e temos acompanhado uma recuperação dos fundo imobiliários. Detalhes sobre os ativos estão disponíveis a seguir.  

Comparativo de Rentabilidade da Carteira com benchmarks

 Rentabilidade 
MêsCarteiraIDIVIFIX
jun/2021-1,51%-2,17%-2,19%
jul/20212,74%-1,72%2,51%
ago/2021-2,80%-0,50%-2,63%
set/2021-3,64%-4,48%-1,24%
out/20211,52%-4,23%-1,47%
nov/20211,21%0,89%-3,64%
dez/20213,95%1,60%8,78%
Total 1,22%-10,29%-0,41%

Sobre os Ativos

Ativos

CódigoTipo de AtivoNomeSetor/Segmento Peso (%)  Preço Entrada (R$) 1Retorno até o momento2Div Yield 12m3Recomendação
RBRR11FIIRBR High GradeRecebíveis15,00 94,11 6,12%9,38%Manutenção 
BBAS3AçãoBanco do Brasil Bancos15,00  28,901,76%7,92%Manutenção 
BRCO11FIIBresco Logística Logística15,00  100,206,72%6,83%Manutenção
TAEE11AçãoTaesa Energia20,00  39,69-2,09%12,46%Manutenção
XPCI11FIIXP Crédito Imobiliário Recebíveis15,00  99,993,98%11,54% Manutenção
VIVT3AçãoTelefônica Telecomunicação 20,00  44,2014,09%7,37%Manutenção

1 Preço do momento que o papel entrou na carteira, olhando sempre o fechamento do ultimo dia do mês quando incluímos o a recomendação.
2 Retorno desde que o ativo entrou na carteira com base no fechamento de 31/12/2021, fonte: Economática.
3 Dividend Yield 12m
Cálculo para FII = (último dividendo * 12)/ preço da cota. Fonte: Economática
Cálculo para ação = dividendos dos últimos 12 meses / preço inicial da ação (cotação de 12m atrás). Fonte: Economática

RBRR11

Mantivemos o fundo dado seu caráter mais defensivo perante o cenário de incertezas. O RBRR11 pode se beneficiar nesse momento por ter boa exposição do seu portfólio indexado a inflação (IGP-M e IPCA). 

Características do fundo: A estratégia de investimento do fundo é pautada em operações 100% focados em imobiliários com garantias reais e fluxo de recebíveis sólidos.

Portfólio: O fundo possui um portfólio com baixo risco de crédito e alta diversificação tanto setorial quanto em credores. O LTV médio do portfólio gira em torno de 63%, equivalente a uma razão de garantia de 1,6x. Além disso, 81% das garantias estão em ativos localizados em São Paulo. A carteira de CRIs está indexada em CDI (25% do PL), IGP-M (19% do PL), IPCA, (40% do PL), 7% pré-fixados, 7% em FIIs e 1% em ativos caixa.

Nossa Visão e Recomendação: Adicionalmente, o portfólio está atualmente alocado em 88% na estratégia core, 11% em alocações táticas e 1% em ativos de alta liquidez. O fundo possui um portfólio com baixo risco dado sua diversificação setorial, sua exposição tanto em índices de inflação (59% do portfólio) e CDI (25% do portfólio), credores com risco de crédito saudável e, finalmente, estrutura de garantias sólidas com ativos em ótimas localizações, 90% concentrado no Sudeste.

BRCO11

Mantivemos o fundo em nossa carteira dado a composição ímpar de seu portfólio, alta qualidade associado com boas localizações. Mesmo o fundo apresentando performance negativa no último mês, temos uma visão construtiva a longo prazo.

Características do fundo: O Bresco Logística é um fundo com um portfólio de ativos de alta qualidade e bem localizados (principalmente próximos na cidade de São Paulo), composto por 11 propriedades que somam 446 mil m² de ABL. 72% desses imóveis são propriedades consideradas last-mile.

Portfólio: em geral, os imóveis do fundo são de alto padrão construtivo, possuem elevada taxa de ocupação (100%) e boa parte de seus contratos são atípicos (48%), o que traz maior segurança em períodos de incertezas. A maior parte (54,8%) dos vencimentos está concentrada a partir de 2025. 

Nossa Visão e Recomendação: Ainda, o fundo possui inquilinos com baixo risco de inadimplência e com alta exposição ao e-commerce destaque para o Mercado Livre, Magazine Luiza e B2W além de outros grandes players globais como Whirlpool e Carrefour. O fundo acumula queda no ano, nesses níveis acreditamos que o fundo está negociando em patamares atrativos ao considerar a qualidade do seu portfólio.

Mantivemos o fundo em nossa carteira dado a composição ímpar de seu portfólio, alta qualidade associado com boas localizações. Mesmo o fundo apresentando performance negativa no último mês, temos uma visão construtiva a longo prazo.

Características do fundo: O Bresco Logística é um fundo com um portfólio de ativos de alta qualidade e bem localizados (principalmente próximos na cidade de São Paulo), composto por 11 propriedades que somam 446 mil m² de ABL. 72% desses imóveis são propriedades consideradas last-mile.

Portfólio: em geral, os imóveis do fundo são de alto padrão construtivo, possuem elevada taxa de ocupação (100%) e boa parte de seus contratos são atípicos (48%), o que traz maior segurança em períodos de incertezas. A maior parte (54,8%) dos vencimentos está concentrada a partir de 2025. 

Nossa Visão e Recomendação: Ainda, o fundo possui inquilinos com baixo risco de inadimplência e com alta exposição ao e-commerce destaque para o Mercado Livre, Magazine Luiza e B2W além de outros grandes players globais como Whirlpool e Carrefour. O fundo acumula queda no ano, nesses níveis acreditamos que o fundo está negociando em patamares atrativos ao considerar a qualidade do seu portfólio.

XPCI11

Permanecemos com nossa recomendação de compra para o fundo. Acreditamos que o fundo está bem alocado e pode se beneficiar eventualmente por ter um percentual de seu portfólio indexado a CDI.

Características do fundo: O fundo segue sua estratégia de manter um portfólio composto de CRIs com boa qualidade, com foco em originação e estruturação proprietária. O gestor busca na estratégia de ganho de capital gerar retornos recorrentes e não pontuais.

Portfólio: O fundo está atualmente alocado em 77% na estratégia de investimentos direto em CRI, 10% em alocações em FIIs e 13% em ativos de alta liquidez (Caixa). Na estratégia de crédito o fundo possui exposição em diferentes seguimentos entre eles: Residencial (32,9%); Shoppings: (25,6%); Saúde e Hospitais: (15,2%); Varejo: (7,3%); Educação: (4,9%); e Outros: (14,1%). O fundo possui um portfólio com baixo risco dado sua diversificação setorial, sua exposição tanto em índices de inflação (67,3% do portfólio) e CDI (32,7% do portfólio), credores com risco de crédito saudável e, finalmente, estrutura de garantias sólidas 

Nossa Visão e Recomendação: os últimos dividendos distribuídos giraram em torno de ~R$0,92/cota, que representa um dividend yield anualizado de 11,6%. No mais os fundos de papel se beneficiam em ambiente de inflação e juros mais elevados.

BBAS3

O Bando do Brasil é um dos principais agentes financeiros do país. Tendo como maior acionista a União Federal, com 50% do capital da empresa, caracterizando um banco público. Numa visão de um portfólio mais defensivo o Banco do Brasil se demostra como uma ação atrativa dado seu grande potencial de pagamento de dividendos nos próximos anos e sua carteira de credito protegida com participação relevante de empréstimos consignados para funcionários públicos e empréstimos para o agronegócio. 

Além disso, acreditamos que o banco apresente uma assimetria de investimento positiva, principalmente com o nível de preço atual, enquanto mantém uma operação defendida e com possível destravamento de valor com uma maior distribuição de dividendos.

TAEE11

A TAESA é um dos maiores grupos privados de transmissão de energia elétrica do Brasil. Esse segmento possuí elevada previsibilidade devido à sua estrutura de receitas fixas, o que permite o pagamento de dividendos atrativos. 

De acordo com o Estatuto Social da Companhia, o dividendo anual mínimo distribuído é de 50% do lucro líquido ajustado do exercício. Entretanto, a companhia tem apresentado um histórico de pagamento de bem acima da remuneração mínima que consta em seu Estatuto. Vemos a posição de caixa da Taesa como confortável para manter uma distribuição interessante de lucros em 2021. Somado a isso, o momento é favorável para a companhia que têm expansão de margem com a subida de inflação, como as geradoras e transmissoras de energia cujos contratos são indexados à inflação.

VIVT3

A Telefônica Brasil S.A., detentora da marca Vivo, é uma das maiores empresa de telecomunicações do país. O controlador é o Grupo Telefónica, um dos maiores conglomerados de telecomunicações do mundo, com presença em 14 países da Europa e América Latina. A operação da empresa consiste em: serviços de voz (fixos e móveis), dados móveis, banda larga fixa, ultra banda larga, TV por assinatura e serviços digitais (como, por exemplo, serviços financeiros e de nuvem).

A Companhia é uma empresa consolidada no mercado e que está migrando suas linhas de negócio para novas tecnologias. Nesse ponto, é possível ver alguma oscilação nos resultados trimestrais ao longo dos próximos períodos, mas entendemos a Telefônica como uma empresa sólida, líder no seu segmento e com forte capacidade de geração de caixa e distribuição de dividendos. 

Informações importantes

DISCLAIMER INFORMAÇÕES IMPORTANTES

Analistas:
Roberto Indech – CNPI: 1426
Pietra Guerra – CNPI: 2531

Este relatório de análise foi elaborado pela Clear Corretora, uma marca da XP Investimentos CCTVM S.A. (“XP”) de acordo com todas as exigências previstas na Resolução CVM 20/2021, tem como objetivo fornecer informações que possam auxiliar o investidor a tomar sua própria decisão de investimento, não constituindo qualquer tipo de oferta ou solicitação de compra e/ou venda de qualquer produto. As informações contidas neste relatório são consideradas válidas na data de sua divulgação e foram obtidas de fontes públicas. A Clear não se responsabiliza por qualquer decisão tomada pelo cliente com base no presente relatório. Este relatório foi elaborado considerando a classificação de risco dos produtos de modo a gerar resultados de alocação para cada perfil de investidor. O(s) signatário(s) deste relatório declara(m) que as recomendações refletem única e exclusivamente suas análises e opiniões pessoais, que foram produzidas de forma independente, inclusive em relação à Clear e que estão sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado, e que sua(s) remuneração(es) é(são) indiretamente influenciada por receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela Clear. O analista responsável pelo conteúdo deste relatório e pelo cumprimento da Resolução CVM 20/2021 está indicado acima, sendo que, caso constem a indicação de mais um analista no relatório, o responsável será o primeiro analista credenciado a ser mencionado no relatório. Os analistas da Clear estão obrigados ao cumprimento de todas as regras previstas no Código de Conduta da APIMEC para o Analista de Valores Mobiliários e na Política de Conduta dos Analistas de Valores Mobiliários do Grupo XP. O atendimento de nossos clientes é realizado por empregados da Clear. Os produtos apresentados neste relatório podem não ser adequados para todos os tipos de cliente. Antes de qualquer decisão, os clientes deverão realizar o processo de suitability e confirmar se os produtos apresentados são indicados para o seu perfil de investidor. Este material não sugere qualquer alteração de carteira, mas somente orientação sobre produtos adequados a determinado perfil de investidor. A rentabilidade de produtos financeiros pode apresentar variações e seu preço ou valor pode aumentar ou diminuir num curto espaço de tempo. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros. A rentabilidade divulgada não é líquida de impostos. As informações presentes neste material são baseadas em simulações e os resultados reais poderão ser significativamente diferentes. Este relatório é destinado à circulação exclusiva para a rede de relacionamento da Clear, podendo também ser divulgado no site da Clear. Fica proibida sua reprodução ou redistribuição para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento expresso da Clear. A Ouvidoria da Clear tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as soluções dadas pela empresa aos seus problemas. O contato pode ser realizado por meio do telefone: 0800 771 5454. SAC. 0800 774 0402. O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Clear: https://www.clear.com.br/site/custos. A Clear se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo. A Avaliação Técnica e a Avaliação de Fundamentos seguem diferentes metodologias de análise. A Análise Técnica é executada seguindo conceitos como tendência, suporte, resistência, candles, volumes, médias móveis entre outros. Já a Análise Fundamentalista utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. Desta forma, as opiniões dos Analistas Fundamentalistas, que buscam os melhores retornos dadas as condições de mercado, o cenário macro econômico e os eventos específicos da empresa e do setor, podem divergir das opiniões dos Analistas Técnicos, que visam identificar os movimentos mais prováveis dos preços dos ativos, com utilização de “stops” para limitar as possíveis perdas. O investimento em ações é indicado para investidores de perfil moderado e agressivo, de acordo com a política de suitability praticada pela Clear. Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, varia conforme as cotações de mercado. O investimento em ações é um investimento de alto risco e os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. Não há quaisquer garantias sobre o patrimônio do cliente neste tipo de produto.