[xp_hellobar][/xp_hellobar]

[Master Trader Online] Palestra “Do Zero ao Topo”

[Master Trader Online] Palestra “Do Zero ao Topo”

Navegue por assunto


“Como se tornar um empreendedor e investidor de sucesso” foi o tema da palestra virtual

No início do mês de maio, aconteceu o Master Trader Online, o maior evento virtual do ano da Clear em parceria com a B3, que reuniu grandes nomes dos principais podcasts do mercado para falar sobre Renda Variável.

Gratuito, o evento teve seis horas de conteúdos de Renda Variável e contou com a presença de grandes executivos, como Gilson Finkelsztain, presidente da B3 e José Galló, presidente do conselho administrativo das lojas Renner.

Podcast do Zero ao Topo

Uma das atrações do evento, foi um bate-papo do Podcast “do Zero ao Topo”, no qual conta a história dos empreendedores e empresários por trás das maiores empresas do país.

Na ocasião, a Letícia Toledo, repórter especial do InfoMoney, apresentadora e roteirista do podcast, conversou com o estrategista-chefe da Clear e anfitrião do evento, Roberto Indech, e também com José Galló, presidente do conselho de administração das lojas Renner.

ações_ibovespa

Crise, como podemos sair mais fortalecidos?

Segundo Galló, uma crise basicamente possui 4 fases: o pânico, a realidade, a solidariedade e a negociação. “Uma crise é um rompimento, é um momento mais dramático, não é uma redução de negócio”, diz.

“Lembro de outras crises, como a do governo Collor, na qual nossa poupança foi congelada. Ficamos talvez com o equivalente à hoje de 500 reais, mil reais. Lembro daqueles momentos em que nós tínhamos 3.800% de inflação ao ano, 80% de inflação ao mês, onde não era possível marcar os preços nas gondolas dos supermercados. Os preços mudavam 2 ou 3 vezes por dia. Isso é crise”, explica.

Para ele, é um momento difícil e complicado, no qual as pessoas estão perdidas, mas, eventualmente, é preciso recuperar. “O pânico tem seus momentos positivos, o medo tem seus momentos positivos, eles estimulam as pessoas a fazerem mais, a saírem da situação do medo, da imobilização”, diz.

“Uma das coisas mais importantes que eu aprendi, quando você quer resolver um problema, a primeira coisa que você tem que fazer é definir qual é o problema, a realidade. Muitas vezes enfrentamos não a causa do problema, mas o efeito do problema”, explica.

“Depois vem a solidariedade, com os colaboradores, fornecedores. A solidariedade que nossos fornecedores têm que ter com a gente, a solidariedade que temos que ter com a comunidade” diz.

“Nós não podemos resolver essa crise atual com práticas, percentuais e números da pré-crise, nós temos que criar o novo normal. Qual é esse novo normal? Esse novo normal se desenha com a solidariedade, e partir daí você começa a entrar no processo de negociações. O que você precisa fazer, o que você pode dar. Será que preciso fazer demissões? Posso fazer negociações que meus funcionários aceitem, enfim. As crises passam”, conclui.

Como essa crise vai moldar a nova geração de líderes e empresários?

Para Galló, as crises vêm para desenvolvermos novas competências e novas crises virão em questão de tempo.

“É duro dizer “parte boa da crise”, mas sim, a crise tem uma parte boa, como por exemplo o desenvolvimento de novas competências. Mas, claro, tem o lado difícil (…) Uma empresa que tem uma proposta de valor diferenciada, vai passar na crise e até com chances de sair mais forte e aproveitar o espaço que se abriu”, diz.

Para ele, assim como têm empresas falindo, também têm empresas “surfando” na crise, crescendo. “O e-commerce, por exemplo. Hoje a gente vê empresas que têm seus e-commerces crescendo 200%, 300%. A crise é um misto onde várias coisas acontecem”, explica.

Confira abaixo a palestra na íntegra e veja esses e outros assuntos sobre empresas que, possivelmente, sobreviverão à crise de 2020 no vídeo abaixo: