O que é e como funciona a margem de garantia?

O que é e como funciona a margem de garantia?

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

28/04/2021 • Atualizado: 10/03/2022

4 minutos

Compartilhar:

Entenda o que significa a margem de garantia e como ela é utilizada para operar no mercado futuro 

Homem de vista lateral pensando enquanto trabalha

O que é margem de garantia?

Margem de garantia é um valor inicial que o trader precisa ter em conta para se posicionar em algum produto do mercado futuro. A margem de garantia corresponde a ativos que precisam ser previamente depositados na corretora antes de fazer uma operação alavancada.

Em outras palavras, a margem de garantia nada mais é do que uma precaução de que você terá como honrar possíveis prejuízos em suas operações no futuro.

Na Clear você conta com corretagem zero nos melhores produtos do mercado. Abra sua conta, é online, rápido e 100% grátis.

Mas o que são operações alavancadas?

Operações alavancadas são utilizadas no mercado futuro. Nesses processos, o investidor não precisa operar com o valor total do contrato, basta que ele tenha uma margem de garantia.

Como todos os investidores que operam no mercado futuro são obrigados a depositar uma garantia para cobrir as suas operações alavancadas, isso diminui substancialmente as chances de ocorrências de inadimplências, trazendo muita segurança para o mercado. Ou seja, a margem de garantia garante a solvência (capacidade de pagamento) do mercado.

Os principais ativos que podem ser utilizados como Margens de Garantias são:

  • Dinheiro;
  • Ações;
  • Tesouro Direto;
  • Títulos de Crédito Privado, como CDBs de alguns emissores; entre outros.

Abra sua conta na Clear e aproveite a menor margem de garantia do mercado!

Também é importante entender o conceito da chamada de margem, que refere-se ao valor de garantias que precisarão ser depositadas como margem de garantias. Vamos a um exemplo.

Exemplo: Caso você acredite na queda de VALE3 (Vale do Rio Doce) e deseje fazer uma operação de Swing Trade Vendida, a operação será uma venda de 1.000 ações, que estão sendo negociadas no momento da venda por R$ 50. Supondo que a Chamada de Margem para esta venda a descoberto de ações, que requererá aluguel destas ações (VALE3) seja de 120%, o  volume financeiro da operação será de R$ 50.000 (1.000 ações x R$ 50,00). Como a chamada de margem de VALE3 é de 120%, você precisará ter como margem de garantia o montante de R$ 10.000, além dos 100% que receberá pela venda.

Vamos supor que você tenha realizado esta operação e, no dia seguinte, as ações de VALE3 subiram de R$ 50 para R$ 52. Neste cenário, o montante de margem de garantia necessário para que você mantenha a operação será de R$ 10.400. Logo, você precisará alocar mais garantias para que possa seguir com a venda das ações. Ou seja, diariamente será chamado, além da margem inicial, o prejuízo da operação, da mesma forma que a chamada de margem vai reduzindo em caso de lucro, desde que permaneça tudo demais constante.

Os valores de margem de garantia podem ser diariamente alterados pela Bolsa. O principal fator de alteração é a volatilidade. A volatilidade nada mais é do que uma medida de dispersão dos preços. Quanto mais os preços oscilam, maior a volatilidade, e em geral, quanto maior a volatilidade, maior a exigência de margem de garantia. Um segundo fator de grande importância para as definições de margens de garantia é a liquidez do ativo. Quanto maior a liquidez, menor tende a ser a margem de garantia.

Como funcionam as operações em margem de garantia?

As execuções das margens de garantia só ocorrem caso o trader se torne inadimplente. Ao ficar negativo, é necessário que ele aporte recursos na corretora durante o tempo hábil de funcionamento da mesma.

Como funciona a chamada de margem?

No geral, a chamada de margem incide em operações onde o prejuízo pode ocorrer futuramente, não incidindo, portanto, em uma operação de compra de ações no mercado à vista, por exemplo, onde o risco máximo é o valor gasto no ato da compra.

Na corretora Clear, os investidores possuem um sistema de risco muito seguro e simples, no qual sabem as margens de garantias necessárias, para completo entendimento e transparência para realizarem as suas operações. É sempre válido dizer que a Corretagem na Clear é Zero para todos os tipos de operações feitas diretamente pelos investidores. Somente há cobrança de corretagem quando o Risco precisa interferir, o que ocorre quando o valor do prejuízo na operação é muito próximo ou superior as garantias depositadas.

Agora que você já sabe  como funciona a margem de garantia, é o momento de, abrir sua conta na Clear e começar a operar com corretagem zero!