[xp_hellobar][/xp_hellobar]

Zeragem compulsória: entenda o que é e como evitá-la

Zeragem compulsória: entenda o que é e como evitá-la

Navegue por assunto


Descubra o que é a zeragem compulsória e como fazer para evitar este tipo de custo 

Se você opera no módulo Day Trade de forma alavancada, provavelmente já se deparou com a zeragem compulsória, que é quando a área de risco da sua corretora zera sua posição automaticamente e cobra uma taxa por isso. Mas você sabe como e por que isso acontece?

Preparamos uma matéria para te explicar exatamente o que é a zeragem compulsória e o que você pode fazer para evitá-la.

O que é a zeragem compulsória?

A zeragem compulsória, como o próprio nome diz, consiste no encerramento automático de todas as operações alavancadas no módulo Day Trade, caso o cliente não zere sua posição antes do leilão de fechamento ou atinja seu limite de garantias disponíveis. Entenda cada uma das situações:

Zeragem compulsória por consumo máximo de garantia  

Neste caso, a zeragem da posição é realizada compulsoriamente quando o cliente está usando determinada quantia como margem de garantia e o seu prejuízo nas operações atinge o valor alocado como garantia já desagiado para este módulo, ou seja, com uma parte deste valor protegido par evitar que o cliente comprometa todo o seu patrimônio nas operações.

Caso você tenha R$ 150 reais alocados como garantia (desagiados), por exemplo, e esteja comprado em 1 minicontrato de dólar, no momento em que o seu prejuízo alcançar os R$150, o sistema cancelará as ordens em aberto (caso existam) e em seguida disparará uma ordem à mercado para liquidar as posições em aberto, que neste caso seria uma venda de 1 minicontrato de dólar.

Vale ressaltar que o disparo do stop tem lógica binária, ou seja, não faz análise de mercado. Assim que o valor do prejuízo consumir a garantia desafiada alocada é disparado o stop, independentemente das condições de mercado. Logo, clientes com garantia permanecem na operação e os que estiverem sem garantia serão stopados.

Zeragem compulsória de fechamento

Já a zeragem compulsória de fechamento, acontece quando o cliente não zera sua posição alavancada nos mercados Bovespa e/ou BM&F até um minuto antes do início do call de fechamento, que é o horário limite para operar no módulo Day Trade. Nestes casos, o robô cancela as ordens em aberto e as envia para o leilão de fechamento (para os ativos que tem leilão), onde todas as posições são zeradas.

Por exemplo, se um cliente possuir uma posição vendida em 500 ações de PETR4 no módulo Day Trade, o sistema cancelará as ordens em aberto um minuto antes do leilão de fechamento e enviará uma ordem à mercado para liquidar as posições em aberto, que neste caso seria uma compra de 500 PETR4.

Já em situações em que não houver leilão do ativo, o fechamento da posição será executado automaticamente antes do término da sessão de negociação. No caso do dólar cheio e minidólar, por exemplo, que não possuem leilão de fechamento (somente de abertura), o horário de zeragem é fixo, ou seja, 4 minutos antes do fechamento.

 Qual é o custo da zeragem compulsória?

No mercado Bovespa, o custo da zeragem compulsória (fechamento e/ou perda máxima) segue a Tabela Bovespa:

  • Volume até R$135,07R$2,70 + 0,00% do volume
  • Volume até R$498,62R$0,00 + 2,00% do volume
  • Volume até R$1.514,69R$2,49 + 1,50% do volume
  • Volume até R$3.029,38R$10,06 + 1,00% do volume
  • Volume acima de R$3.029,38R$25,21 + 0,5% do volume

Confira todos os valores na página de custo da Clear.

Como evitar que suas posições sofram com a zeragem compulsória?

Para evitar que suas operações sejam encerradas compulsoriamente antes do fechamento pela área de risco de sua corretora, você pode zerar as suas posições antes de um minuto para o call de fechamento, prazo máximo permitido para realizar operações no módulo Day Trade, além de ficar atento ao seu prejuízo, ajustando o seu stop e evitando que ele alcance a quantia alocada na garantia.

Entendeu como funciona a zeragem compulsória? Então, abra sua conta na Clear e comece a operar já!