[xp_hellobar][/xp_hellobar]

Aposentadoria: como investir em ações para o longo prazo

Aposentadoria: como investir em ações para o longo prazo

Navegue por assunto


Entenda como utilizar a técnica Buy and Hold para conquistar a sua aposentadoria e objetivos de longo prazo

Aposentadoria, o que isso significa para você?

Trabalhar no presente para garantir um futuro tranquilo: esse é o sonho de muitos brasileiros e, possivelmente, seja o seu também.

Depender da aposentadoria pública para manter o mesmo padrão de vida atual no futuro, pode não ser uma boa ideia.

Por isso, ainda que essa realidade esteja distante para você, neste artigo vamos te explicar como investir no mercado de ações visando objetivos de longo prazo, modalidade de operação também conhecida como Buy and Hold.

Vamos lá?

Buy and Hold: o que é e como funciona?

Buy em português significa “comprar” e hold “segurar”.

Ou seja, o investidor que tem a filosofia de comprar e segurar uma ação para o longuíssimo prazo, por anos ou até décadas, está operando esta modalidade de investimento.

A ideia é comprar e manter a ação na carteira, preferencialmente de uma empresa lucrativa, pouco endividada e que esteja em um setor promissor no mercado.

Quanto mais esta empresa crescer, mais as ações na Bolsa de Valores serão valorizadas.

Então, esse investidor realmente tem a sensação de dono da empresa: compra a ação e segura, para no futuro usá-la como uma fonte de renda na aposentadoria ou para atingir qualquer outro objetivo futuro.

Por exemplo, se uma ação valorizar muito e multiplica por 10x o preço, em vez de vender, o buy and holder mantem a ação em carteira. Isso porque, faz sentido ser sócio dessa empresa.

“Quando você compra com a mentalidade de dono, não vai ser o preço que subiu 10x ou 100x que vai mudar a sua filosofia de investimento, que é ser sócio, participar do lucro daquela empresa, ter acesso à uma fração daquela empresa”, explica o influenciador e também adepto ao Buy and Hold, Pit Money.

Em outras palavras, nesta modalidade de investimento, não vai ser a flutuação de preço que vai definir se você vai ser acionista ou não de uma empresa, e sim o fundamento dela.

“A pessoa que faz buy and hold não pensa em comprar e vender caro um ativo. Ela pensa pelo ativo, como que aquilo vai trabalhar e colocar grana no bolso dela enquanto ela estiver sem trabalhar, durante a aposentadoria, por exemplo”, conclui.

Quando usar o Buy and Hold?

Há quem diga que essa metodologia é uma das que mais funciona, especialmente para quem quer ganhar dinheiro no mercado de ações sem se preocupar com os ganhos no curto prazo, como no day trade.

Um exemplo de sucesso é o Warren Buffet, maior investidor do mundo, que há muitos anos compra ações visando o longo prazo.

“Desde 1960 ele tem ações da American Express (empresa do setor financeiro). Coca-Cola desde 1988, que é o ano que eu nasci e eu já estou bem velho, rs”, explica Pit.

Ou seja, ele comprou essas empresas e entende que é bom ser sócio delas. Por isso, vai ganhando uma parte dos dividendos e “re-aportando” nessas empresas.

Para Pit, para você investir em ações todos os meses, é essencial gastar menos do que você ganha.

“O Warren é quem é porque tem um estilo de vida “tranquilão”. Não é um cara “gastão”, diz.

Para quem faz buy and hold o volume de aporte é muito importante. Por isso, vale controlar seus gastos para que você consiga investir todos os meses.

Como investir visando o longo prazo?

O primeiro passo é entender a importância de diversificar a sua carteira de ações.

Muitas pessoas pensam que praticar o buy and hold é muito difícil e requer uma análise muito “fina” e precisa, o que não é mentira.

No entanto, vale saber que existe algo sempre agindo a favor do investidor: a assimetria.

Você sabe o que é isso?

Suponhamos que você compre uma ação a R$ 10,00. Caso a empresa em questão quebre, de R$ 0,00 ela não passa.

Ou seja, dito que uma ação nunca vai cair mais do que 100% em relação ao preço, se você tiver uma carteira muito diversificada, não vai precisar acertar e ganhar com todas as empresas que compõe a sua cesta de ativos.

“Tente achar setores que você gosta, empresas lucrativas desses setores. Diverfique entre elas: se você acertar duas ou três do seu portfólio de 15, ela já vai pagar a conta daquela empresa que acabou não desempenhando tão bem”, explica.

A grande vantagem é que por meio do buy and hold, você pode atingir a independência financeira.

É possível ter dinheiro entrando mesmo sem fazer nada: você não fica um escravo do seu dinheiro, você faz seus ativos trabalharem por você. 😉