[xp_hellobar][/xp_hellobar]

IPO, varejo e tecnologia: o bloco que brilhou em fevereiro

IPO, varejo e tecnologia: o bloco que brilhou em fevereiro

Navegue por assunto


Em 2020 o mercado financeiro acompanhou a volta dos IPOs (Oferta Pública Inicial). Foram 27 empresas que passaram a ter as suas ações negociadas na bolsa, o maior número desde 2007.

Dessas 27 ofertas, 12 foram de empresas do setor de varejo e tecnologia. Mas, comparando com a quantidade de IPOs desse mês, 2020 parece que foi só o aquecimento desse movimento de novas entrantes na bolsa.

Até o dia 17 de fevereiro já aconteceram 12 ofertas públicas iniciais (IPOs) e há mais 31 em análise na CVM, regulador que fiscaliza e desenvolve o mercado de valores mobiliários no Brasil (o que inclui ações). Dessas 12 empresas, 7 tem atividades relacionadas com ao varejo e tecnologia.

Tratar esses setores de forma unificada “varejo e tecnologia” é um reflexo da mudança de hábito do consumidor, que consome cada vez mais através da tecnologia ou produtos ligados a tecnologia. É sabido que quem se adaptou à realidade digital mais rapidamente colheu os frutos durante 2020 e continua colhendo em 2021. As empresas de varejo têm se beneficiado disso. Vimos uma forte valorização dos nomes famosos do varejo online em 2020, como Magazine Luiza. Mas esse ganho não ficou restrito as conhecidas de mercado.

As estreantes da bolsa ligadas ao “bloco” varejo e tecnologia tem chamado a atenção dos investidores. Além do IPO que mais se valorizou em 2020 (Locaweb, LWSA3), as empresas que estão chegando também despertam o interesse dos investidores. Levantamos aqui as informações das ofertas que já aconteceram esse ano¹.

Um dos principais indicadores do nível de interesse do investidor é o percentual de rateio. O rateio acontece quando o volume (R$) reservado (total que os investidores querem arrematar) é superior ao volume que a empresa quer captar (valor total das ações emitidas pela companhia).

Nesse cenário não é possível atender integralmente a demanda de todos os investidores, então aloca-se um percentual da reserva feita. Quanto maior o nível de interesse na oferta, maior o volume de reserva que a empresa recebe e menor o percentual de rateio.

Ou seja, cada investidor só pode investir uma parte (%) do que tinha reservado. Houve ofertas que o investidor só pode investir 1% do que desejava, como foi o caso do IPO da Mosaico.

Outro ponto de destaque é a variação positiva que algumas dessas ações estrearam na bolsa. Repetindo o caso da Mosaico, no dia seguinte do IPO a empresa abriu sendo negociada a R$31,00 (57%) e fechou o primeiro dia a R$41,00, mais que o dobro do preço do IPO. Essa euforia do primeiro dia passou, mas ainda assim a ação tem mostrado uma rentabilidade interessante.

Para ficar de olho no que está por vir, listamos as ações que deram entrada no processo de oferta inicial da CVM (Comissão de Valores Mobiliários). Vale lembrar: pode ser que nem todas se concretizem. Ter as ações negociadas na bolsa é uma decisão estratégica da companhia e depende também das condições de mercado. Algumas empresas optam por interromper ou cancelar o IPO no meio do caminho.

Da mesma forma, tem que ser uma decisão estratégica para você escolher qual IPO vai colocar na sua carteira. Investir em uma empresa desde o começo pode ser uma ótima oportunidade de ganho: o investidor acompanha o crescimento da companhia e colhe a valorização da ação. Mas os IPOs seguem os mesmos princípios de qualquer investimento: entender no que você está investindo para saber o que esperar. Nenhum investimento de renda variável garante sucesso, para tornar isso claro fazemos questão de trazer os números de todas as ofertas.

EmissoraData de entrada
KALLAS INCORPORAÇÕES E CONSTRUÇÕES S.A.06/08/2020
YUNY INCORPORADORA HOLDING S.A.07/08/2020
ALPHAVILLE S.A.14/08/2020
CFL INC PAR S.A.24/08/2020
URBA DESENVOLVIMENTO URBANO S.A.28/08/2020
GRUPO MPR PARTICIPAÇÕES S.A.31/08/2020
W2W E-COMMERCE DE VINHOS S.A.03/09/2020
GRUPO BIG BRASIL S.A.19/10/2020
GRUPO FARTURA DE HORTIFRUT S.A.20/10/2020
ESTOK COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES S.A.19/10/2020
PASCHOALOTTO SERVIÇOS FINANCEIROS S.A.21/10/2020
UNI.CO S.A.21/10/2020
OLEOPLAN S.A. ÓLEOS VEGETAIS PLANALTO21/10/2020
BOA SAFRA SEMENTES S.A22/10/2020
CTC – CENTRO DE TECNOLOGIA CANAVIEIRA S.A.22/10/2020
MÉTODO ENGENHARIA S.A.23/10/2020
VITTIA FERTILIZANTES E BIOLOGICOS S.A.17/11/2020
CORTEL HOLDING S.A.23/11/2020
KALUNGA S.A.04/12/2020
IGUA SANEAMENTO S.A.07/12/2020
GUARARAPES PAINÉIS SA16/12/2020
AGROGALAXY PARTICIPAÇÕES SA31/12/2020
CASA & VÍDEO BRASIL S.A.22/01/2021
CM HOSPITALAR S.A03/02/2021
NADIR FIGUEIREDO S.A05/02/2021
BLAU FARMACÊUTICA S.A.05/02/2021
LG INFORMÁTICA S.A.08/02/2021
NOVA HARMONIA S.A.10/02/2021
PRIVALIA BRASIL S.A.17/02/2021
HOSPITAL MATER DEI S.A.17/02/2021
ENTALPIA PARTICIPAÇÕES S.A.18/02/2021

Relatório produzido por Pietra Guerra com a colaboração do Matheus Nassar.

¹Fonte: Clear, levantamento das ofertas até 17/02/2021.

²Fonte: CVM