Buy and Hold: tudo o que você precisa saber sobre essa modalidade

Buy and Hold: tudo o que você precisa saber sobre essa modalidade

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

14/09/2020 • Atualizado: 31/01/2022

6 minutos

Compartilhar:

Buy and Hold: entenda como funciona essa estratégia de investimento e se vale a pena para os seus objetivos financeiros

O Buy and Hold é uma modalidade de investimento muito conhecida no mercado financeiro. Com foco no longo prazo, a técnica é praticada por alguns dos mais conhecidos megainvestidores do mundo, como o americano Warren Buffet e o brasileiro Luiz Barsi Filho.

Se você tem alguma familiaridade com o universo da renda variável, é bem provável que já tenha ouvido falar sobre ela. Mas você conhece as peculiaridades dessa estratégia e sabe se ela combina com o seu perfil investidor?

Neste artigo, você vai aprender o que é Buy and Hold, suas vantagens e desvantagens, além de como investir utilizando essa técnica. Boa leitura!

Buy and Hold: o que é?

Comprar e segurar: essa é a tradução do termo inglês Buy and Hold. Como o próprio nome sugere, esse estilo de operação é para quem pretende investir com foco no longo prazo.

O investidor conhecido como holder compra as ações e as mantêm na carteira por um longo período, visando à valorização no decorrer do tempo. A ideia é se tornar sócio da empresa e de seus resultados futuros, e não apenas especular com o preço dos papéis.

O método sugere que a carteira seja mantida por anos – até mesmo durante crises financeiras que derrubam os preços das ações. A base que sustenta essa estratégia é que, apesar da alta volatilidade, no longo prazo os mercados financeiros tendem a apresentar uma taxa de retorno atrativa.

A teoria é que seria impossível prever as intempéries do mercado a ponto de sempre conseguir entrar na baixa e sair na alta. Logo, a alternativa seria simplesmente manter os papéis, usando o tempo a seu favor. A história comprova que em um longo período de tempo os rendimentos de muitas empresas do Ibovespa realmente impressionam.

Como fazer Buy and Hold?

A estratégia do Buy and Hold parece simples, mas, para ter sucesso, é necessário estudar bastante antes de começar a investir. Dessa forma, os investidores que têm interesse nesse método buscam a análise fundamentalista na hora de identificar um bom negócio.

O holder deve estar atento aos resultados apresentados pela empresa e às suas perspectivas para o futuro, avaliando balanços financeiros, performance da gestão, investimento em tecnologia e outras questões que influenciam no bom desenvolvimento do negócio. Ainda que o mercado oscile e notícias interfiram nos preços das ações, se a empresa apresenta bons fundamentos, seus papéis tendem a valorizar no longo prazo.

Diversificar a carteira e investir em empresas de primeira linha, como as blue chips, são boas dicas para quem decide praticar o Buy and Hold. Uma das métricas mais utilizadas para medir o desempenho econômico de uma empresa é o retorno sobre o patrimônio líquido (ROE). Calculada pela divisão do lucro líquido dos últimos 12 meses pelo patrimônio líquido da companhia, essa métrica ajuda a sinalizar as organizações que têm rendimentos superiores à média do mercado.

Outros indicadores importantes são o dividend yeld e o retorno sobre o capital total investido (ROIC).

Quando vender?

Se você se interessou pelos preceitos do Buy and Hold e decidiu seguir essa estratégia, não confunda o verbo hold (sergurar) com forget (esquecer). Além de saber escolher as melhores empresas para investir e ter autocontrole para enfrentar o sobe e desce do mercado, o holder precisa ter a capacidade de reavaliar sua carteira de tempos em tempos.

Algumas ações que eram ótimas oportunidades no momento da compra podem se tornar pouco interessantes e, nesse caso, podem e devem ser vendidas.

Um investimento de cinco anos já é considerado de longo prazo. Entretanto, esse conceito pode variar de acordo com o objetivo do investidor. Em suma, para ganhar dinheiro com o Buy and Hold, o investidor deve se desfazer dos papéis em duas situações: quando a ação já atingiu a valorização esperada ou quando a empresa perder os fundamentos.

Vantagens do Buy and Hold

Uma das vantagens de adotar o buy and hold é o fato de não precisar se preocupar com os movimentos de curto prazo, como greves e desastres naturais, por exemplo, que não tendem a afetar os fundamentos da companhia.

Como o holder realiza menos operações do que os trades, o gasto menor com taxas de corretagem e emolumentos e a possibilidade de ocupar menos tempo da sua rotina também são pontos positivos. Apesar de a renda variável sempre envolver risco, o Buy and Hold é considerado menos arriscado que o day trade, por exemplo.

Além disso, o recebimento de dividendos, que provêm da participação no lucro das empresas, representa uma fonte de renda passiva e, quando esses valores são reinvestidos, é possível contar ainda mais com os benefícios dos juros compostos.

Desvantagens do Buy and Hold

Um dos fatores desanimadores do Buy and Hold é a necessidade de estudar a fundo e monitorar o desempenho dos mercados e as organizações para tomar as melhores decisões. Além de identificar as boas oportunidades, o holder ainda enfrenta o grande desafio de ter disciplina para manter a sua estratégia tanto na alta quanto na baixa do mercado.

Buy and Hold vs Day Trade

Ao contrário do Buy and Hold, o Day Trade é uma modalidade de investimento de curto prazo que busca obter pequenos ganhos em operações rápidas, realizadas com intervalos de horas ou minutos.

Vale lembrar que não há uma estratégia melhor que a outra. O importante é que você defina seus objetivos e análise os riscos que está disposto a correr. Outro ponto importante é avaliar a modalidade que mais se adequa ao seu estilo de vida.

Se você tem uma rotina corrida e não consegue acompanhar o mercado, é provável que não tenha tempo para encontrar boas oportunidades como um trader. Por outro lado, se você não tem disposição para analisar os fundamentos das empresas, o Buy and Hold não é uma opção interessante.

Antes de começar a operar, leve em conta os seus hábitos, suas metas e a disponibilidade de capital, Conhecendo o seu perfil investidor e respeitando a sua estratégia, você terá grandes chances de sucesso!