Follow On: o que é e como funciona a oferta de novas ações na Bolsa

Follow On: o que é e como funciona a oferta de novas ações na Bolsa

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

27/01/2020 • Atualizado: 28/04/2022

4 minutos

Compartilhar:

Follow on: entenda como funciona a oferta de novas ações de uma empresa na Bolsa de Valores

Follow on, também conhecido como emissão secundária de ações, é o processo no qual uma empresa de capital aberto volta ao mercado para ofertar mais ações na Bolsa de Valores.

Diferentemente da abertura de um IPO, que nada mais é do que uma empresa abrindo capital e ofertando papéis para compra pela primeira vez.

Neste artigo, vamos explicar como funciona o follow on, quais são as suas vantagens, tipos e como realizá-lo.

Vamos lá?

Follow On: o que é?

Antes de explicar o follow on no detalhe, vamos entender como funciona um IPO.

IPO, Initial Public Offering, em português Oferta Pública Inicial, como o próprio nome sugere, é o processo que acontece quando uma empresa decide abrir capital e distribuir suas ações na Bolsa de Valores pela primeira vez.

Nesse caso, a empresa passa de “limitada” (Ltda), que geralmente possui dois ou mais sócios, para “sociedade anônima” (S/A), quando as ações são ofertadas na Bolsa de valores e seus sócios tornam-se anônimos.

A quantidade de ações ofertadas é determinada por meio de um processo disciplinado por lei e regulamentado pela CVM, Comissão de Valores Mobiliários, órgão responsável por fiscalizar o mercado de valores imobiliários.

Esse processo abrange algumas etapas, como levantamento das intenções do mercado a respeito das ações que serão ofertadas e a negociação delas de fato.

No entanto, quando uma empresa de capital aberto que já realizou IPO deseja ofertar novas ações no mercado, essas novas ofertas levam o nome de follow on.

Como funciona o Follow On?

Geralmente o objetivo das novas emissões é aumentar a liquidez das ações na Bolsa de Valores e, consequentemente, conseguir mais recursos para financiar os projetos e ajudar no crescimento da empresa.

O Follow on pode ser realizado de duas formas: o público, no qual qualquer pessoa pode fazer a reserva dessas ações por meio do home broker, ou restrito.

No restrito, a empresa tem a possibilidade de encurtar o processo de follow on e torná-lo menos burocrático do que o público.

No entanto, apenas pessoas consideradas investidores qualificados, seja pessoa física ou jurídica, ou quem já é acionista da empresa, podem participar dessa oferta.

Além disso, a empresa pode oferecer suas ações para no máximo 75 acionistas, sendo que apenas 50 podem aderir a essas ações.

Tipos de ofertas de Follow On

No follow on, há dois tipos de opções de ofertas, as primárias e as secundárias.

Na Clear você conta com corretagem zero nos melhores produtos do mercado. Abra sua conta, é online, rápido e 100% grátis.

Oferta primária

A oferta primária acontece quando a própria empresa é a vendedora das novas ações.

Neste caso, há um aumento real do capital social da empresa com emissão de novos papéis e os lucros da venda são canalizados para o caixa da empresa e utilizados em investimentos, financiamento de projetos e outros.

Oferta secundária

A oferta secundária acontece quando um ou vários acionistas, que podem ser controladores da companhia ou não, disponibilizam seus papéis à venda.

Como essas ações já existem, não há nenhuma alteração no capital social da empresa.

Ou seja, os recursos financeiros resultantes da venda vão para os próprios acionistas vendedores e não para a empresa, como na oferta primária.

Volume de ofertas nos últimos anos Brasil

No Brasil, embora de forma um pouco tímida em relação a outros países, as ofertas públicas estão em constante crescimento.

A XP Inc, por exemplo, teve seu IPO realizado em 11 de dezembro de 2019 na Nasdaq, mercado de ações automatizado norte-americano onde estão listadas mais de 2800 ações de diferentes empresas.

Sua oferta inicial (IPO) foi a nona maior entre as principais bolsas ao redor do mundo em um universo de 250 empresas.

Como saber que uma empresa está realizando Follow On?

É possível ter acesso às informações por meio dos sites oficiais das empresas.

Ou, também, por meio de um comunicado de fato relevante na CVM no qual as empresas têm que dar ao mercado.

Mas, é interessante que o investidor fique sempre atendo no Home Broker da corretora na parte de ofertas públicas.

Lembrando que a reserva de follow on é feita da mesma forma das reservas de IPO.

No vídeo abaixo, explicamos no detalhe. Veja:

Ficou interessado em investir em follow on? Confira nosso post sobre como investir na bolsa.