Como investir na Bolsa: 5 passos rápidos para começar!

Uma moça com roupa social sentada no escritório mexendo em seu notebook, pesquisando sobre como investir na bolsa.

Saiba como investir na Bolsa e tire suas dúvidas sobre o mercado de ações

Como investir na Bolsa é uma dúvida para você? Talvez seja e você não está sozinho(a) – o mercado de ações ainda é um mundo longínquo para muitos brasileiros.

Isso porque, infelizmente, não somos educados sobre as vantagens de investir na Bolsa de Valores, como acontece nos Estados Unidos, por exemplo.

Para você ter uma ideia, apenas 0,5% da população brasileira investe em ações, segundo relatório da Bolsa de Valores (B3).

Com a queda da Selic (taxa básica de juros brasileira) que vem acontecendo nos últimos anos, os investimentos em Renda Fixa tradicional perdem força, dando ainda mais espaço para o pequeno investidor diversificar suas aplicações em ativos da Bolsa.

Neste artigo, você irá aprender como investir na Bolsa. Acompanhe!

Como investir na Bolsa de Valores?

A Bolsa é uma instituição que organiza o mercado de ações e, antes de entender como investir na Bolsa de Valores, é preciso saber que a única forma de uma pessoa comprar e vender ações de uma empresa é por meio da Bolsa de Valores, no Brasil, desde 2017, chamada de B3.

O mesmo acontece quando uma companhia tem interesse em abrir capital e disponibilizar suas ações para investidores comprarem.

Além disso, toda a operação é organizada pela B3 e fiscalizada pela Comissão de Valores Imobiliários (CVM).

Mas o que são Ações?

Uma ação é a parte do capital social de uma companhia. Funciona basicamente como se você se tornasse sócio de uma empresa ao comprar suas ações.

Com isso, o investidor lucra com a valorização das ações, caso a empresa tenha um bom desempenho e também pode sair no prejuízo caso contrário, o que torna o mercado de ações um investimento de risco.

E  como investir na Bolsa e minimizar esse risco? Diversificando sua carteira de investimentos. Simples assim!

Dessa forma você descentraliza o seu patrimônio e fica protegido perante as oscilações do mercado.

Como investir na Bolsa de Valores pela primeira vez?

Para quem vai investir na Bolsa pela primeira vez, ,  recomenda-se aplicar em ações para o longo prazo e começar com ações de empresas consolidadas, não se arriscando logo no começo com  . As operações chamadas Day Trade, nas quais o trader compra e vende ações no mesmo dia, também são indicadas para quem quer investir na Bolsa sozinho.

Bolsa em Alta. O que isso significa e por que acontece?

Em 2019, pela primeira vez na história, a bolsa brasileira atingiu a marca de 100 mil pontos.

Isso acontece quando um alto número de pessoas acredita ser um bom momento para a compra direta de ações, tornando maior a procura pelos papeis e consequentemente aumentando o preço dos ativos.

Segundo o analista da Clear, Rafael Ribeiro, neste ano os investidores estão com uma expectativa positiva sobre o futuro do Brasil.

“Apesar da economia real não refletir todo esse otimismo, vide a sequência de redução do PIB no relatório Focus, o mercado trabalha com expectativa e as medidas liberais do governo, como a agenda de reformas”, explica.

As expectativas futuras também são otimistas e a pontuação pode subir ainda mais.

“A expectativa é pela manutenção deste movimento, tanto pela melhora esperada para a economia, como pela redução sistemática dos juros, que eleva o apetite dos investidores por risco e motiva as pessoas físicas migrarem para a renda variável, por exemplo”, diz o analista.

Selic em queda. Devo migrar para a Bolsa?

A Selic é a taxa básica de juros da economia brasileira.

Ela é responsável por influenciar diretamente todas as outras taxas de juros do país, como a dos empréstimos, financiamentos e aplicações financeiras.

Quando ainda tínhamos uma taxa de juros com 2 dígitos, os investimentos em Renda Fixa tradicionais, como LCI, LCA e Tesouro Direto, eram extremamente atraentes aos investidores, os quais conseguiam altos retornos em suas aplicações.

Hoje, não é bem assim.

Para Rafael, essa mínima reduz o nível de atratividade da renda fixa, que historicamente foi o foco de aplicação dos investidores em geral, ao passo que eleva o nível de atratividade da renda variável.

“O investidor precisará buscar outras alternativas mais arriscadas para conseguir rentabilizar de fato sua carteira de investimentos. No mínimo ganhar da inflação e do CDI”, explica.

Mas, é sempre importante lembrar que o mercado de ações envolve mais riscos, por isso, vale pesquisar e estudar antes de migrar para essa categoria de investimentos.

“É fundamental calcular o percentual de alocação que pretende colocar no mercado de ações e fazer uma carteira balanceada, sendo uma parte destinada para posições em boas empresas e outra “para giro”, ou seja, buscar oportunidades pontuais no mercado”, conclui o analista.

Como investir na Bolsa em 5 passos

1 – Abra sua conta na Clear

Abra sua conta em uma corretora de investimentos que não cobre corretagem para investimentos em Renda Variável.

Dessa forma, você evita que esse custo corroa a sua rentabilidade.

A Clear tem corretagem ZERO para todos os produtos. Para abrir uma conta agora mesmo, clique aqui.

2 – Preencha seu perfil suitability

Preencha o perfil suitability.

É essencial preencher esse rápido formulário para a corretora entender o seu perfil de investidor.

Vale lembrar que para começar a investir em ações o seu perfil deve se enquadrar entre moderado ou agressivo, ok?

3 – Efetue a transferência de recursos

Efetue uma transferência do valor que desejar para a sua corretora.

Para garantir a segurança das suas transações, na Clear, o envio de recursos é feito via TED da sua conta no banco para a sua conta de mesma titularidade na Clear.

4 – Estude e pesquise

Estude sobre as empresas que se deseja investir e também sobre gerenciamento de risco – esse passo é muito importante!

5 – Compre suas ações

Pronto! Agora é só comprar as suas ações.

Confira o vídeo abaixo e saiba como comprar e vender uma ação por meio do Pit de negociações, o Home Broker da Clear:

 

Como comprar ações pelo Home Broker?

Para concluir o seu aprendizado sobre como investir na Bolsa de Valores, é fundamental entender a importância do Home Broker.

O Home Broker é a ferramenta de negociação de ativos da Bolsa. Por meio dele, é possível comprar e vender ações por meio da internet.

Cada corretora, ou banco de investimento, tem o seu Home Broker. Aqui na Clear, o chamamos de Pit de Negociações, uma plataforma robusta e ágil para você operar com   corretagem zero.

Existem também outras plataformas de negociação, com diferentes funcionalidades, que podem ser grátis ou cobradas, dependendo da corretora que escolher operar.

Para escolher a melhor plataforma para você, sugerimos que aproveite os testes grátis disponíveis e experimente.

“Se for somente para compra e venda direta de ações, existem excelentes ferramentas gráficas gratuitas (nos próprios Home Brokers) que devem nutrir essa demanda. Mas, se for para o Day Trade,será preciso investir um pouco mais para ter boas ferramentas na hora de operar”, sugere Rafael Ribeiro.

Agora que você já sabe como investir na Bolsa de Valores e o que é preciso para começar, que tal conhecer a Corretora Clear e abrir sua conta?