[xp_hellobar][/xp_hellobar]

Dicas para operar Swing Trade: 5 coisas para NÃO fazer

Dicas para operar Swing Trade: 5 coisas para NÃO fazer

Navegue por assunto


A foto mostra um homem e uma mulher sentados em um sofá discutindo por causa de contas e, sobreposta, há uma imagem de gráficos de investimento

Conheça os erros mais comuns que traders cometem operando no módulo Swing Trade e fique atento para não repeti-los

O mercado financeiro é uma eterna escola. Diariamente, investidores novatos e experientes são surpreendidos pelo mercado e aprendem lições com tendências ou movimentos muitas vezes inesperados. Confira algumas dicas para operar Swing Trade imperdíveis sobre o que você NÃO deve fazer!

Neste texto, Pit Money conta os principais erros que já cometeu durante os cinco anos em que atua no Swing Trader, principalmente quando envolve operações alavancadas.

5 dicas para operar Swing Trade sem errar

1)   Não ficar “miguelando” centavos no book de oferta

Normalmente quem faz Swing Trade, ou seja, quem não zera suas posições no mesmo dia em que elas foram montadas, está em busca de movimentos de tendências mais duradouras, reflexo de uma estratégia de ganhos mais consistentes no médio e longo Prazo. E, frequentemente, variações de preços de ativos no longo prazo são maiores do que no curto prazo.

Por exemplo, a variação diária do Ibovespa raramente supera os 3% para cima ou para baixo. Por outro lado, quando analisamos um período maior que um dia, como um mês ou uma semana, vemos que é comum termos variações que superam os 5%.

Em Janeiro de 2019, por exemplo, o índice da Bolsa brasileira subiu mais de 10%, e isso não é tão raro assim.

Eu já cometi o erro de tentar executar a ordem de compra 50 pontos abaixo, pra tentar maximizar o trade, por exemplo, e a Bolsa disparar pra cima (sentido sugerido pelo modelo) e eu ficar de fora de uma tendência de alta como aconteceu em janeiro. Esse erro, que normalmente deriva da ganância de quem está começando, é bem frequente e deve ser evitado.

Afinal, se você está optando pelo Swing Trade, você não deveria deixar 50 pontos (o equivalente a apenas 0,05% de variação) te deixar fora de uma tendência de 10%.

Variações de pequena magnitude são fundamentais para o Day Trader, mas não para o Swing Trader. Portanto, se o produto tiver boa liquidez, tente executar sempre ordens à mercado.

2)   Evitar alocar pouca margem de garantia para não ser stopado

A Clear te oferece a possibilidade de operar sem pagar taxa de corretagem em TODOS OS PRODUTOS. Mas essa facilidade só é concedida para quem não é zerado compulsoriamente pelo robô da Clear.

Esse robô é programado para zerar sua posição automaticamente caso sua perda for superior à margem de garantia que você decidiu alocar através do Pit da Clear.

Portanto, cabe ao trader ter a cautela de evitar ser stopado pelo robô e deixar passar boas oportunidades por ter ido com muita sede ao pote.

A Clear oferece a maior alavancagem do mercado, no entanto o trader não deve exagerar na dose e alavancar ao máximo sempre, até mesmo porque muitas vezes, na abertura do mercado, os gaps (diferença entre o preço de abertura de hoje para o fechamento de ontem) costumam ser consideravelmente altos, gerando um ajuste diário incompatível com o risco que o trader estava disposto a correr, que é medido pela garantia que ele aloca como margem.

Então, evite alavancagens excessivas, pois além de te fazer pagar corretagem, você pode estar deixando passar uma oportunidade que seria boa se tivesse se mantido no trade.

Quer operar no módulo Swing Trade com corretagem ZERO? Abra sua conta na Clear

3)   Comprar/Vender sem fazer uma análise gráfica pelo Novo TradeZone

Clientes da Clear tem acesso à melhor plataforma gráfica grátis do mercado que é o TradeZone. Além de muito intuitiva, foi através dessa plataforma que eu calculei os resultados dos milhares de back-tests que eu fiz antes de começar a operar.

Utilize o TradeZone ao máximo pra desenvolver novos modelos de operação com seus indicadores favoritos, para diferentes produtos e para operar no módulo Swing Trade.

Através dela é possível ver como o preço dos produtos se comportam em diferentes horizontes de tempo e também escolher, entre centenas de indicadores, aquele que mais se adequa ao seu perfil de trader.

A imagem mostra um homem sentado em frente a um computador gesticulando e olhando para a tela com expressão de irritação.

4)   Não usar as ideias dos analistas da Clear a seu favor

Nas salas de análise da Clear temos o analista André Moraes, que faz análises de prazos mais longos dentro da área logada da Clear e em seu canal no Youtube.

Assistir esse tipo de análise de um profissional mais experiente é importante tanto para quem está começando e precisa de ideias e sugestões de novos trades quanto para quem já está no mercado a mais tempo e precisa realizar ajustes finos em seu modelo.

5)   Atualizar sempre a situação do trade

Muitas pessoas acham que ao escolher pelo módulo Swing Trade não precisam acompanhar como estão indo suas posições.

De fato, operar no módulo Swing Trade é menos trabalhoso em termos de tempo dispendido para executar o trade. Mas isso não significa que você possa ser displicente com as operações que já estão em curso.

Pensando nisso, a Clear oferece, em tempo real através do Pit de Negociação, o andamento de sua posição por produto, inclusive com o seu preço médio, o que acaba facilitando a vida de quem usa diversos gráficos para o mesmo produto.

Eu usava esses dados e aumentava ou diminuía a alavancagem conforme os gráficos convergissem ou divergissem da tendência que eu julgava como sendo a principal.

Portanto, não é porque o prazo da operação é maior que a de uma operação de Day Trade ou porque uma operação começou a ir bem desde o momento em que você a montou, que você não precise acompanhá-la.

O mercado está cada vez mais dinâmico, e o Swing Trader precisa se atentar a isso SEMPRE.

Bom, acho que é isso… um beijo em vossos corações e bora ganhar uns DIN!