O que é e como calcular a alavancagem operacional?

Por que é essencial que um trader ou investidor saiba analisar diferentes indicadores antes de trabalhar com alavancagem operacional? 

É impossível que um trader ganhe dinheiro com constância no mercado de ações se ele não estuda. Por isso, entender diferentes indicadores do mercado na análise de ações e demais ativos é fundamental para tomar decisões lucrativas. 💰 

A alavancagem operacional nas operações na bolsa de valores, assim como na operação direta de empresas, pode ser um excelente recurso. Isso porque ela permite aumentar os retornos possíveis em operações bem-sucedidas com ações, derivativos, etc. 

No entanto, também pode representar riscos de perda de capital para o trader ou investidor de longo prazo. Nesse sentido, é importante entender ela em detalhes antes de trabalhar com a mesma. Então, confira este conteúdo completo! 

O que é Alavancagem?

A alavancagem é uma estratégia aplicada tanto no cotidiano de empresas em crescimento, quanto no mercado financeiro. Ela consiste em pegar dinheiro emprestado de alguma fonte externa para aumentar os retornos potenciais de uma operação financeira.  

Assim, ela possibilita que a empresa, investidor ou trader, possa trabalhar com mais capital do que ele realmente possui

Mas afinal, por que essa estratégia se chama alavancagem? 

Simples, o capital tomado emprestado funciona exatamente como uma alavanca, que serve para aumentar a força aplicada e tornar a realização de um trabalho muito mais fácil. 

O uso da alavancagem possibilita um rápido crescimento nos retornos financeiros das operações de um trader. Por consequência, também dá maior escala de ganho para os seus lucros. 

Porém, a alavancagem também pode ser muito arriscada e prejudicial quando usada de forma despreparada e imprudente.   

O que é alavancagem operacional

Também conhecido como grau de alavancagem operacional (GAO) consiste em trabalhar com menos recursos próprios, visando reduzir os custos fixos da empresa sem que isso acarrete em redução de produtividade. Ela é mais um dos tipos de operações que podem ser adotadas por uma empresa no mercado financeiro.  

O GAO também pode ser utilizado como um indicador de análise. Ele pode servir como um múltiplo que mede quanto a receita operacional da empresa pode mudar de acordo com um maior ou menor volume de vendas.   

Como funciona a alavancagem operacional?

Quanto maior é o grau de alavancagem operacional de uma empresa, mais sensível é o seu lucro antes dos juros e impostos de renda (LAJIR). Isso, desde que, as outras variáveis do indicador se mantiveram constantes. 

O GAO então serve para analistas a fazer a determinação de todo e qualquer impacto de uma mudança nas vendas (normalmente aumento) sobre os lucros de uma empresa. 💸 

Qual a diferença entre alavancagem financeira e operacional?

Como dito, o grau de alavancagem operacional (GAO) é uma estratégia útil para empresas que desejam majorar seus lucros sem aumentar custos fixos. Estratégia na qual se busca o aumento da produtividade geral da empresa e que pode acarretar em alterações nos custos variáveis. 

Ele possui uma série de diferenças com a alavancagem financeira que devem ser amplamente conhecidas por um trader ou investidor. 

As principais dessas diferenças são: 

  • A alavancagem operacional (GAO) gera um risco comercial para a empresa, enquanto que a alavancagem financeira é uma estratégia que gera risco financeiro para o negócio; 
  • A alavancagem operacional acontece por conta da estrutura de negócios da empresa. Já a alavancagem financeira surge por conta da estrutura de capital que a empresa possui; 
  • A alavancagem operacional mede o efeito que os custos fixos de operação causam na empresa. Por sua vez, a alavancagem financeira mede o efeito que as despesas com juros causam para a empresa; 
  • A alavancagem operacional (GAO) influencia diretamente nas vendas e EBIT (LAJIR) da empresa. Já a alavancagem financeira tem sua influência tanto no LAJIR quanto no LAR (Lucro por Ação); 
  • Enquanto a alavancagem operacional é conhecida pelo uso dos custos fixos operacionais para medição do indicador, a alavancagem financeira é conhecida pelo uso de encargos financeiros (empréstimos) com valores fixos que cobrem fundos na estrutura de capital de uma empresa, no seu caixa. 
A imagem mostra um homem negro de camisa preta e óculos sentado em uma mesa de escritório. Ele está pegando alguns papéis da mesa e em cima também há um tablet, canetas e cadernos, em referência ao estudo e cálculo do grau de alavancagem operacional.

👉 Day Trade: como usar a alavancagem em suas estratégias 

Como calcular o grau de alavancagem operacional (GAO)?

Fazer o cálculo do grau de alavancagem operacional (GAO) tem duas finalidades: 

  • A primeira delas é a de medir a distância que a empresa está do seu Ponto de Equilíbrio (PE). E quanto maior o GAO da empresa, mais perto do seu ponto de equilíbrio ela está; 
  • A segunda finalidade é a de medir a variação do lucro em relação a variação no volume de vendas que a empresa faz. Por exemplo, se o lucro das vendas aumentou em 30% em um aumento de 10% das vendas da empresa, a alavancagem operacional realizada foi de 3. 

Algumas informações contábeis e financeiras da empresa são necessárias para fazer o cálculo do grau de alavancagem disponível. Essas informações são o Lucro Operacional e a Variação Percentual nas Vendas

A fórmula para obter o GAO é a seguinte: 

GAO = Variação Percentual no Lucro Operacional (Resultado) / Variação Percentual nas Vendas 

E como se calcula essas duas variáveis para a fórmula do GAO? 

A primeira delas, a variação percentual do lucro operacional, pode ser calculada através da Margem de Contribuição — que é a receita gerada em vendas menos os custos variáveis. 

Já para a segunda delas, a variação percentual em vendas, pode-se usar o LAJIR. Que nada mais é que o lucro antes do juros e do imposto de renda da empresa. No inglês, o LAJIR é o conhecido indicador EBITDA. 

Outra fórmula que pode ser usada para calcular o GAO é a que segue: 

GAO = Variação no Lucro Operacional (%) / Variação no Volume de Vendas 

Exemplo prático de cálculo do GAO 

Vamos considerar uma empresa no ramo alimentício que vende R$40 mil por mês e possui um lucro operacional exato de R$16 mil reais mensais.  

Com o tempo, ela adquire novos recursos e maquinários e suas vendas sobem para R$60 mil por mês. Porém, seu lucro operacional seguinte cai para R$12 mil. 

Calculando o GAO temos então: 

Variação do lucro operacional: 12 – 16/12 = – 0,33 ou – 33% 

Variação nas vendas: 60 mil – 40 mil/60 mil = 0,33 ou  33% 

GAO = – 0,33 / 0,33 

GAO = – 1 

Considerando este exemplo, podemos dizer que o resultado negativo ocorreu por conta de uma alavancagem operacional mal feita. Uma vez que essa alavancagem acabou resultando em um aumento dos custos operacionais para a empresa. 

Quais são os diferentes graus de alavancagem operacional? 

Dependendo do resultado obtido no cálculo do grau de alavancagem operacional, o GAO varia e mostra cenários diferentes para a empresa que apontam o sucesso ou insucesso da alavancagem operacional realizada

Eles se dividem em graus de alavancagem modesta, negativa e de equilíbrio

Grau de alavancagem modesta 

O grau de alavancagem modesta ocorre quando a empresa possui custos fixos que são o dobro da margem de contribuição do negócio — o que faz a empresa operar com prejuízo

Nesse tipo de situação, um resultado melhor obtido sobre a receita bruta pode ajudar o desempenho. Porém, ele é incapaz de conseguir reverter a situação de prejuízo imediatamente. 

Grau de alavancagem negativa 

O grau de alavancagem negativa acontece quando a receita em vendas da empresa aumenta. Mas, o lucro operacional da empresa diminui, em vez de aumentar.  

Normalmente, quando o grau de alavancagem negativa ocorre a sua causa se deve a uma margem de contribuição negativa. Ou por conta dos custos fixos da empresa, que subiram na exata mesma proporção que o aumento na receita.  

Grau de alavancagem de equilíbrio 

Por fim, temos o grau de alavancagem de equilíbrio, que é aplicado quando a empresa já está operando no vermelho. Ou seja, quando a empresa tem custos fixos que já ultrapassam o dobro da margem de contribuição do negócio. 

O que é uma situação muito preocupante para a empresa, que precisa tomar ações para reverter este quadro. Na situação de um grau de alavancagem de equilíbrio, recomendam-se medidas para aumentar a receita bruta — o que impactará nos resultados positivamente, reduzindo os prejuízos. 

https://www.youtube.com/watch?v=ZgdVm5mQvsg

Conclusão

Como você pôde ver, saber o que é o grau de alavancagem operacional (GAO), como funciona e como calculá-lo, é super importante. 

Mas, agora você pode estar se perguntando o que esse indicador, muito usado para empresas, tem a ver com operações na bolsa de valores? 🤔 

A resposta é muito simples, é possível usar o que você aprendeu sobre o GAO para fazer seu estudo e análise de ações e outros papéis. Sendo capaz de escolher ativos para suas operações ou investimentos com maior chance de alcançar bons resultados e lucros. 

Agora, aplique tudo que aprendeu aqui e faça as melhores escolhas na bolsa. E você sempre poderá contar com a nossa Assistente de Inteligência Artificial para traders (AIA).  

Estamos juntos? 🚀 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *