O que é Pivô de alta e como identificar no day trade

Um dos padrões gráficos mais conhecidos na bolsa de valores pelos traders é o pivô de alta. Junto com o seu oposto, o pivô de baixa, faz parte do dia a dia de todo profissional de trading que faz análise técnica.

Entender e saber trabalhar com este padrão gráfico é essencial, pois trata-se de um indicador de mercado e de movimentos compradores de ações, mini-índices, contratos futuros e qualquer outro ativo.

Quando analisado e utilizado corretamente, o pivô de alta facilita a vida do trader que busca boas oportunidades em suas operações diárias.

Acompanhe este conteúdo e saiba como identificar esse padrão nos gráficos day trade. 👇

O que é Pivô de Alta?

O pivô de alta é um padrão gráfico que mostra um movimento comprador em um ativo da bolsa de valores e serve para evidenciar a tendência de alta da ação negociada. Sua figura significa uma reversão de tendência de preços.

No pivô de alta é possível identificar um padrão gráfico onde o preço do ativo supera a máxima do topo anterior após dois fundos ascendentes consecutivos.

Diferenças entre pivô de alta e de baixa

Os pivôs de alta e baixa são exatamente opostos em sua formação e significado.

O pivô de alta aponta para uma reversão de tendência de preços e indica movimento de força compradora. É possível identificar claramente que os compradores entram com cada vez mais apetite no ativo, puxando seu preço para cima.

Já o pivô de baixa, é um padrão gráfico que indica uma reversão de tendência para queda nos preços do ativo. Ele forma o mesmo padrão gráfico do pivô de alta, só que invertido.

Esse último padrão é formado por uma tendência de alta que forma o topo 1 de preços. Em seguida, o ativo cai e forma um fundo 1, volta a subir e forma um topo 2 abaixo do topo 1. Se a partir do topo 2 o preço cair e perder o fundo 1 então estamos diante de um pivô de baixa.

imagem gráfico representando visualmente o que é o Pivô de Alta e de Baixa

Na análise do trader, um pivô de baixa indica movimento de força vendedora, onde os investidores estão se desfazendo do papel.💸

Como identificar um Pivô de Alta?

Ao analisar uma ação ou outra classe de ativo em um gráfico, o trader precisa saber identificar a ocorrência de um pivô de alta, que ocorre quando as cotações estão em queda e começam a subir fazendo a reversão de tendência.

Primeiro, se estabelece o chamado fundo 1, em que o ativo sobe e faz um topo de preço, cai e forma o fundo 2 que fica acima do fundo 1. A partir do fundo 2, se o preço do ativo voltar a subir e ultrapassar o topo 1 estamos diante de um pivô de alta confirmado.

O pivô de alta atende à seguinte ordem de movimentos: Impulsão > Correção > Impulsão.

Pivôs de alta podem ocorrer inúmeras vezes ao dia durante um pregão da bolsa em vários ativos. Por isso, o trader precisa sempre estar atento para identificar o padrão gráfico e encontrar boas oportunidades em suas operações.

Veja um pivô de alta se formando no gráfico:

imagem gráfico representando visualmente o que é o Pivô de Alta

Fatores relevantes para o Pivô de Alta

Existem alguns fatores que aumentam a importância do estudo e análise do pivô de alta. Principalmente pelos profissionais que concentram as suas operações de day trade.

Conheça esses fatores abaixo.

Volume

Um pivô de alta, ou de baixa, nada mais é que uma pequena parte do movimento de tendência analisado. Na Teoria Dow, existe a frase de que “o volume acompanha a tendência”.

Esse é um fator relevante no estudo dos pivôs de alta que reafirmam o movimento comprador do ativo.

Enquanto o pivô de alta se forma, é possível identificar que não apenas o volume de negociações aumenta, como também acompanha o movimento do padrão gráfico.

👉Índice Dow Jones (DJI): O que é, ações e como acompanhar

Proporções

As proporções são mais um dos fatores relevantes nos pivôs, tanto de alta quanto de baixa. Elas funcionam da seguinte forma:

Quando um movimento de preços sofre uma correção forte, indo até o fundo anterior, não podemos configurar a figura como um pivô. Usando as retrações de Fibonacci, é possível traçar linhas com proporções entre o topo e o fundo.

São cinco linhas ao todo:

  • Linha de fundo;
  • Linha do topo;
  • Linha dos 50%;
  • Linha dos 62%;
  • Linha dos 38%.

Quando a correção de preço fica entre 38% a 62% temos um bom movimento de recuo. Se corrigir mais do que isso, é sinal que já perdeu sua sustentação e não pode mais ser considerado um pivô de alta.

Se o recuo dos preços for menor que 32%, então podemos estabelecer que nem houve uma verdadeira correção nos preços do ativo.

A imagem mostra uma mulher de cabelos pretos e blusa preta com listras brancas segurando uma folha de papel para uma câmera de celular que está posicionada em um ring light. No papel, podemos ver padrões gráficos em referência ao pivô de alta.

Outros indicadores importantes da análise técnica

Existem ainda outros indicadores da análise técnica que podem ser utilizados ao se trabalhar e estudar pivôs de alta. São elas:

  • Bandas de Bollinger;
  • ATR (Average True Range);
  • Keltner Channels (Canais de Keltner);
  • Canais Donchian.

Agora que você sabe o que são os pivôs de alta e sua importância na análise técnica, é hora de colocar o conhecimento em prática.

Para os traders que precisam de uma ajudinha com os gráficos e desejam potencializar seus resultados, a nossa ferramenta de suporte e inteligência artificial conhecida como AIA pode auxiliar com dados e relatórios durante todo o pregão. Ela facilita suas operações e melhora seus ganhos nos trades.

Decidiu investir? Abra sua conta na Clear e experimente a AIA gratuitamente! 🚀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *