[xp_hellobar][/xp_hellobar]

Amortização: o que é e quais os tipos mais comuns?

Amortização: o que é e quais os tipos mais comuns?

Navegue por assunto


Você já ouviu falar sobre amortização? Talvez a palavra pareça um pouco complicada, mas sua definição é simples: trata-se, basicamente, de quitar parcial ou integralmente, de maneira antecipada, uma dívida, uma conta, um empréstimo, etc. 

Mas e quando você realiza uma amortização parcial, por exemplo, o que acontece com o restante da dívida? Como fazer o cálculo de amortização da maneira correta? E, enfim, existe algum tipo de investimento em que esse conceito se aplica? 

Vem com a gente, vamos te contar isso e muito mais. 👇 

O que é amortização? 

De acordo com o dicionário Oxford, amortização é a “redução de dívida por meio de pagamento parcial ou gradual acertado entre as partes”. Ou seja, é o processo que reduz o valor total de um empréstimo (mas por uma quantia que seja superior ao valor do juro do período). 

Não quer dizer que, quando você paga uma parcela mensal já programada de um financiamento bancário, dentro da data de vencimento, por exemplo, você está amortizando sua dívida. A amortização ocorreria caso você decidisse pagar uma quantia além da que está estabelecida na parcela mensal. 

É que todo empréstimo é formado pelo valor principal (isto é, o montante liberado) acrescido de juros (o valor apropriado ao longo dos meses de financiamento, que serve para remunerar, ainda, o agente financeiro) e, para que haja amortização, é necessário acordar que a dívida será paga progressiva e regularmente, por meio de parcelas fixas e pré-determinadas. 

Como funciona a amortização? 

A amortização se refere a quando a pessoa devedora paga os juros que incidem sobre o valor do empréstimo e vai além, quitando parte do próprio valor principal. O valor amortizado de um financiamento diminui o valor da própria dívida, naturalmente beneficiando quem tomou o empréstimo. 

Olha só um exemplo simples pra explicar o que é amortização na prática: 

  • Imagine que você solicitou um empréstimo para o banco com o intuito de comprar um carro.  
  • O banco te emprestou R$20 mil, de modo que, hipoteticamente, você quitará esse valor em algumas parcelas mensais no valor de R$950. 
  • A sua dívida sofrerá amortização se, ao quitar uma parcela, você pagar, também, um valor maior do que os R$950. Assim, o valor excedente é o valor amortizado. 

Cálculo de amortização 

Para realizar o cálculo de amortização, é necessário dividir o valor total da sua dívida contraída pelo número de meses (o número de parcelas). Daí você tem o valor das amortizações para somar os juros. 

Exemplo de amortização 

Quer um exemplo de amortização? Vamos imaginar que você tenha tomado um empréstimo de R$100 mil, que deverá ser quitado em 60 meses, com juros de 0,68%. Ao dividir esses R$100 mil por 60 meses, você encontrará o valor constante de amortização, que é, neste caso, R$1.666,67. 

Então, a primeira parcela custará R$2.346,66, ou seja, os R$1.666,67 de amortização + R$680,00 de juros (R$100mil X 0,68%).  

A segunda parcela será de R$2.335,33, isto é, R$1.666,67 de amortização + R$668,66 de juros (R$ 100 mil – R$1666,67 x 0,68%). Em 60 meses, o total de juros pagos chegaria, neste exemplo, a R$20.739,99. 

Tipos de amortização 

A foto mostra uma mulher, aparentemente dentro de um prédio, com um celular nas mãos olhando para ele. Ela tem um semi-sorriso.
Existem cinco tipos de amortização conhecidos no mercado. Saiba mais sobre eles abaixo!

Agora que você já viu um exemplo de amortização e como ela funciona na prática, chegou a hora de entender um pouco mais sobre os sistemas de amortização mais conhecidos e utilizados por pessoas que realizam operações financeiras desse tipo. Confira na sequência! 

Sistema de Amortização Constante (SAC) 

O Sistema de Amortização Constante (SAC), também conhecido como Método Hamburguês, é, como o nome indica, a amortização da dívida de forma constante, por meio de pagamentos periódicos decrescentes. Isso significa que, à medida que o tempo passa, a parcela do seu financiamento diminui, e o valor é amortizado constantemente. 

Quando você toma um financiamento que utiliza o Sistema de Amortização Constante (SAC), os juros e o capital são calculados de uma só vez, e as parcelas a pagar são definidas. 

Tabela Price 

O Sistema de Amortização Price, popularmente conhecido como Tabela Price, funciona ao contrário do SAC. Ele permite que você comece a pagar o financiamento com menos juros, que vão aumentando gradativamente até o final do contrato. Na Tabela Price, as primeiras prestações são formadas apenas por juros e taxas. 

Sistema Americano de Amortização (SAA) 

O Sistema Americano de Amortização (SAA) é utilizado quando a pessoa devedora paga somente os juros ao longo do período do contrato. No final do prazo, o valor principal será amortizado, quitando o financiamento. Ou seja, o capital só será pago no fim do contrato. 

Amortização Extraordinária 

A amortização extraordinária acontece quando a pessoa tomadora do empréstimo antecipa o pagamento de algumas parcelas do seu financiamento. Desta forma, ao realizar uma amortização extraordinária, ela diminui o número de parcelas a pagar, reduzindo, assim, juros e encargos embutidos. 

Pagamento Único 

O pagamento único é um sistema de amortização bem fácil de entender, e é autoexplicativo: como o próprio nome sugere, a amortização acontece no fim do prazo determinado, por meio de uma única parcela. Mas a taxa de juros que incide sobre o saldo devedor aumenta a dívida até o momento de sua quitação. 

Amortização e investimentos: o que tem a ver? 

Até aqui, talvez pareça que a amortização e os investimentos não têm muita conexão, não é mesmo? 

Pois saiba que existe um tipo de investimento no qual a amortização pode ser aplicada. Bateu a curiosidade aí? Então a gente te conta tudo sobre a amortização de fundos imobiliários. Olha só: 

Amortização de fundos imobiliários 

Quando alguém opta por aplicar em um fundo imobiliário, compra uma participação de um imóvel, como um shopping center, um centro comercial, um hospital, um hotel ou mesmo um prédio para locação de imóveis.  

Quem investe em FIIs recebe proventos mensais do fundo imobiliário, que são originados, por exemplo, no pagamento dos aluguéis dos inquilinos. Se você tem uma participação naquele imóvel, receberá seus rendimentos

O recebimento deste aluguel é o rendimento do capital investido naquele fundo imobiliário, e o valor do patrimônio (os imóveis) permanece inalterado.  

No caso dos fundos imobiliários, é obrigatório repassar 95% do lucro pró-cotistas em forma de amortização. 

E o principal: é possível reinvestir em outro imóvel ou em melhorias para os ativos, ou, até mesmo, em ativos que você considere um alvo e que estejam dentro da política de investimentos do fundo. 

Invista em fundos imobiliários através da Clear! 

A foto mostra um homem, na cidade, andando e olhando para o celular que leva em uma das mãos, em referência ao ato de investir através da Clear utilizando o celular.
Na Clear, você tem diversas opções de investimentos em renda variável e ainda pode operar de onde estiver, quando quiser.

Os fundos imobiliários podem alcançar uma ótima rentabilidade e se tornar uma boa opção de investimento.  

Então, se você fez as contas por aí, entendeu qual é o seu perfil de risco e está planejando começar a investir em renda variável, te convidamos a conhecer o app da Clear, disponível para iOS e Android, além do nosso home broker

👉 Android – App da Clear 

👉 iOS – App da Clear 

👉Plataformas da Clear, incluindo o Home Broker. 

Para ficar por dentro de tudo o que acontece no mercado, você ainda pode acessar nossas playlists de vídeos no Youtube, em especial a série Fechamento de Mercado, onde o nosso analista, Rafael Ribeiro, comenta diariamente sobre os acontecimentos financeiros: 

Além disso, dá pra ficar por dentro das ações preferidas para criar uma carteira de investimentos preparada para as oscilações, na websérie estrelada pela Bea Aguillar, a #BolsaPorElas: 

Bons investimentos pra você! 

Dê o primeiro passo para conquistar sua liberdade financeira: Abra sua conta na Clear, e invista com especialista em bolsa!