Contas patrimoniais: o que é balanço patrimonial e como analisá-lo?

Contas patrimoniais: o que é balanço patrimonial e como analisá-lo?

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

31/01/2022 • Atualizado: 03/05/2022

8 minutos

Compartilhar:

Quando uma empresa faz um IPO e lança suas ações na Bolsa de Valores, a intenção é atrair pessoas investidoras que injetem uma determinada quantia na companhia, através de investimentos que permitam o seu crescimento.  

Para que isso aconteça, quem está investindo precisa acreditar que os papéis da companhia irão se valorizar com o tempo, gerando lucro.  

Mas como se posicionar a respeito de uma empresa que acaba de se lançar na Bolsa de Valores? 🤔 Aí é necessário buscar informações precisas, como as contas patrimoniais da companhia, em busca de um verdadeiro raio-x da sua situação financeira. 

E, afinal de contas, o que são contas patrimoniais? Como analisá-las para uma tomada de decisão sobre aplicar ou não em uma determinada companhia? E balanço patrimonial, o que é? Por que você precisa ter acesso a esse documento e deve saber analisá-lo?  

Tudo isso você descobre nesse conteúdo. Vem ver! 👇 

O que são contas patrimoniais? 

Contas patrimoniais são aquelas que contabilizam os ativos (bens e direitos) e os passivos de uma empresa. As contas patrimoniais da companhia indicam a existência de obrigações a cumprir e o patrimônio líquido, que nada mais é do que a conta do capital social, das reservas de lucro e dos prejuízos acumulados durante certo período. 

As contas patrimoniais são como uma fotografia, um raio-x do tamanho e da situação financeira da empresa. É por meio delas que se pode ter acesso a toda movimentação financeira da organização, ou seja, tudo o que entrou e saiu do caixa, todo o ativo, o passivo e o patrimônio líquido. 

Qual a importância das contas patrimoniais? 

As contas patrimoniais são um relatório que tem importância não apenas para a direção da empresa, que deve utilizá-lo para a tomada de decisões gerenciais mais assertivas, mas também para as pessoas investidoras, que poderão avaliar a situação financeira da companhia e decidir a orientação de seus investimentos. 

O documento permite, ainda, o acompanhamento da empresa, com indicação objetiva de seu crescimento e sua valorização. Isso significa que é por meio das contas patrimoniais que podemos analisar o desempenho da companhia.

Exemplos de contas patrimoniais 

Contas patrimoniais são divididas em dois grandes grupos: contas patrimoniais propriamente ditas (ativo, passivo e patrimônio líquido) e contas de resultado (receitas, custos e despesas).  

Ali estarão expressos os grupos de ativos, passivos, patrimônio líquido, receitas, custos e, finalmente, despesas. 

Contas do ativo 

Contas de ativos da organização se referem à relação de todos os bens e direitos de uma companhia, ou seja, tudo que se relacione à expectativa de ganhos ou lucros. Essas contas do ativo são divididas em contas de ativos circulantes e contas de ativos não circulantes. 

Antes de explicarmos sobre ativos circulantes e ativos não circulantes, vale pontuar que a conta patrimonial também apresenta o passivo, que é composto por todas as obrigações da empresa, como salários e pagamentos devidos a fornecedores, entre outros. 

Contas de ativos circulantes 

Ativos circulantes são os que possuem maior liquidez, portanto podem ser convertidos em capital muito rapidamente. Alguns exemplos de ativos circulantes são: as contas-correntes da empresa, o dinheiro em espécie existente no caixa, bens e produtos que serão vendidos, o estoque, as despesas que foram pagas antes do prazo estabelecido, as contas a receber, os impostos a serem restituídos e investimentos de curto prazo.  

Geralmente,os ativos circulantes são os que podem ser faturados no mesmo ano em questão. 

Contas de ativos não circulantes 

Os ativos não circulantes são os que têm menor liquidez e, assim, podem levar mais tempo para se transformarem em capital. Na maior parte das vezes, esses ativos podem levar mais de um ano para serem convertidos em capital, e podem ser subdivididos em quatro categorias: 

  • Ativos realizáveis no longo prazo, como investimentos e depósitos de longo prazo, por exemplo; 
  • Ativos imobilizados, como imóveis e equipamentos indispensáveis para a produção da empresa; 
  • Investimentos, que não são voltados para a produção, como imóveis; 
  • Ativos intangíveis, que não são físicos, mas têm valor financeiro, como direitos autorais, marcas, patentes e licenças de softwares. 

O que é Balanço Patrimonial? 

A foto mostra um homem, em uma cidade, com um tablet nas mãos e fones sem fio nos ouvidos. Ele olha para o tablet em expressão de pensamento.
Não dá pra falar sobre contas patrimoniais sem trazer o conceito de balanço patrimonial. Por isso, a gente te conta tudo sobre o assunto na sequência.

O que é balanço patrimonial, exatamente? É um relatório contábil que apresenta todos os bens e direitos da companhia, e é neste relatório que estão demonstradas as contas patrimoniais. Em geral, ele é produzido pelas companhias anualmente. 

O balanço patrimonial é um documento indispensável para a companhia, mas também para quem investe na Bolsa de Valores, que deve utilizá-lo para uma análise fundamentalista. Vale pontuar que companhias de capital aberto são obrigadas a publicar seu balanço patrimonial ao final de cada exercício social, segundo a Lei 6.404/76

Como funciona o Balanço Patrimonial? 

O balanço patrimonial é composto pelos ativos, os passivos e o patrimônio líquido da empresa. Os principais indicadores utilizados são os indicadores de renda, os indicadores de liquidez e, finalmente, os indicadores de dívidas. 

O cálculo do balanço patrimonial é, por incrível que pareça, bem simples: o patrimônio líquido é o resultado do valor ativo diminuído do valor do passivo. Ou seja, diminuímos todo o ativo pelo passivo para encontrar o patrimônio líquido. 

Patrimônio Líquido 

O patrimônio líquido é a soma de todos os recursos próprios da companhia, que indica o retorno financeiro que sócios e acionistas têm com o negócio, em um determinado período. 

Além disso, o patrimônio líquido é composto pelo capital social, as reservas de capital (valores recebidos não atrelados ao resultado), ajustes de avaliação patrimonial, reserva de lucros, ações em tesouraria (emitidas e recompradas) e lucros e prejuízos acumulados. 

Contas de resultado 

Contas de resultado apresentam as receitas e as despesas da organização –as receitas são os valores adquiridos com a venda de produtos ou serviços, e as despesas são todos os gastos com a estrutura administrativa e comercial do negócio. 

Como analisar contas de resultado? 

O resultado bruto da empresa, também conhecido como lucro bruto, é o resultado das vendas diminuído dos custos. Já o resultado, ou lucro operacional, é o lucro bruto diminuído das despesas operacionais.  

Por fim, o resultado líquido, que indica lucro ou prejuízo, é o resultado operacional menos outros custos não operacionais, como juros e impostos. É importante para quem investe analisar essas três operações, que indicam os resultados da companhia. 

Investindo com sabedoria 

A foto mostra uma mulher e um homem sentados em um sofá. Ambos seguram uma xícara e sorriem um para o outro. O homem faz um sinal de joia, com um dos dedos levantados para a mulher.
Agora que você já sabe o que são contas patrimoniais e a importância de conhecê-las antes de investir em ações, descubra como é possível começar a investir com sabedoria.

Não é segredo que investir em renda variável, comprando ações, requer uma boa estratégia na hora de montar sua carteira de investimentos. É preciso ter informações suficientes e acompanhar o mercado de perto, de olho nas oportunidades. 

Além disso, escolher uma corretora de valores que tenha investimentos feitos para o seu perfil de risco é muito importante. 

Aqui na Clear, por exemplo, você conta com plataformas de investimentos feitas para todo tipo de pessoa investidora. É possível encontrar o nosso app na sua loja de aplicativos, ou baixar nosso home broker pra tê-lo na palma da sua mão: 

👉 Android – App da Clear

👉 iOS – App da Clear

Para operar através da Clear, não é necessário pagar a taxa de corretagem, pois fomos a primeira corretora do país a zerar a taxa. Legal, né? 

E tem mais: pra ficar por dentro de tudo o que acontece no mercado financeiro, você pode acessar nosso canal no Youtube e conferir algumas de nossas playlists, como a série Fechamento de Mercado, apresentada pelo Rafael Ribeiro, e a série Bolsa Por Elas, na qual a Bea Aguillar convida mulheres para falar sobre o mercado de ações. 

Tudo pronto para começar a investir com a gente? 

Na Clear não há cobrança de corretagem ou custódia para operar ações e qualquer outro produto. Não perca mais tempo, abra sua conta, é online, rápido e 100% grátis.