Harami de Alta: conheça esse padrão de candlestick

O harami de altaé um dos padrões indicadores em que sua principal função é indicar, na análise técnica, potenciais reversões de tendência. Mais especificamente, reversões de tendência de baixa para alta nos preços de um ativo negociado na bolsa de valores.

Um movimento que pode gerar grandes lucros ou prejuízos para o operador, dependendo se ele negocia comprado ou vendido em um papel.

Neste artigo, você vai aprender o que é esse padrão gráfico, como interpretá-lo na análise técnica, ajudando você a ter melhores resultados nas operações.

Acompanhe! 👇

O que é um harami de alta?

Harami de alta é uma figura gráfica comum nos gráficos candlesticks, cuja principal função é a de indicar uma possível reversão de tendência no preço de um ativo. Nesse contexto, para esta figura, significa sempre mudança de tendência de baixa para alta.

O harami, que significa “grávida” em japonês, é utilizado pelos traders profissionais em suas análises gráficas. Isso porque esse padrão tem um alto nível de precisão em indicar a reversão da tendência.

Mas, por que o termo harami? 🤔 Para entender, é preciso compreender sua formação e aspecto no gráfico.

Visualmente, o harami de alta se forma a partir dos seguintes eventos:

  1. Primeiro candle (vela) grande e vermelha, cor associada a queda no preço do ativo;
  2. Segundo candle, agora menor e verde, cor associado a uma alta no preço do ativo, o candle positivo não ultrapassa a extremidade superior do candle anterior, o que aparenta estar contido pela vela vermelha.

Quando se olha para esses dois candles no gráfico, temos a impressão de que o candle verde lembra um bebê na barriga da mãe.

Com isso, temos a formação do harami de alta, no qual seu significado interpretativo é de que estamos diante de uma tendência de queda para alta de preços.

Vale ressaltar que, embora a preferência seja por uma segunda vela branca, indicando um fechamento positivo, a presença de uma vela preta não invalida completamente o padrão.

Como identificar um harami de alta?

Identificar o padrão harami de alta é fundamental para os traders que desejam reconhecer possíveis oportunidades de reversão de tendência.

O processo envolve observar cuidadosamente a formação das candlesticks e estar ciente dos aspectos que podem influenciar a interpretação correta do padrão.

Por isso, elaboramos um passo a passo de como identificar um harami. Veja:

  1. Observe a tendência atual: antes de identificar um harami de alta, analise a tendência atual do mercado. Esse padrão é mais significativo quando ocorre após uma tendência de baixa, sugerindo uma potencial inversão;
  2. Identifique a primeira candlestick: a primeira vela do harami de alta é caracterizada por um corpo grande, indicando uma pressão vendedora forte. Esse movimento de baixa é fundamental para criar a base do padrão;
  3. Verifique a segunda candlestick: a segunda vela, menor em tamanho, deve estar contida dentro do corpo da primeira. A preferência é por uma vela branca, indicando um fechamento positivo, mas a presença de uma vela preta não invalida completamente o padrão;
  4. Confirme o padrão: a confirmação do harami de alta ocorre no período seguinte, quando a ação de preço continua a subir. Ou seja, o segundo candle após o primeiro de alta deve trazer uma alta ainda maior no preço do ativo.

 👉  Leia: Tipos de trader: descubra com qual você se identifica! | Master Clear

Dicas para evitar falsos sinais na formação de um harami de alta

Embora o harami de alta seja um padrão gráfico de grande precisão, ainda é possível que ele apresente possíveis falsas reversões de tendência. Na prática, isso são sinais que não se confirmam com a evolução do gráfico. 🔍

Para ajudar os traders, reunimos algumas dicas para você não se enganar ao analisar essa figura;

  • Tenha atenção ao volume de negociação: o volume de negociações do ativo após a formação do harami de alta é decisivo na análise de um sinal legítimo, ou não, de reversão. Os candles seguintes ao primeiro de alta devem sempre apresentar um aumento da força compradora;
  • Analise o contexto do mercado no gráfico: o trader deve observar o gráfico de forma mais ampla, analisando os níveis de resistência e suporte para reduzir o impacto de sinais menos confiáveis;
  • Utilize indicadores adicionais: o operador não precisa considerar apenas o harami para definir a reversão de tendência. Ao usar indicadores adicionais, como médias móveis no preço do ativo, ele consegue ter uma confirmação mais precisa do movimento.

Como interpretar um harami de alta?

Para uma interpretação correta de um harami de alta, é preciso que o trader se atente para mais elementos e pontos-chave no gráfico, realizando uma análise técnica mais precisa.

Confira algumas dicas práticas para realizar uma boa interpretação do harami de alta:

Compreenda o padrão gráfico do candlestick

O primeiro passo para interpretar o harami de alta é entender sua formação gráfica e como está a evolução do candlestick.

Este harami sempre é formado por dois candles, um vermelho grande, seguido por um candle verde menor (gap), que não alcança a ponta superior do candle vermelho.

Veja o contexto da tendência

O gráfico deve apresentar uma tendência de baixa por muitos candles vermelhos antes da figura surgir. Além disso, se o gráfico evolui a partir da figura para mais candles de alta, o trader pode interpretar o harami de alta como legítimo.

Afinal, a confirmação da reversão dos preços do ativo está materializada no gráfico.

Realize a confirmação do padrão

A confirmação do padrão gráfico é um passo importante na interpretação de um harami de alta.

Isso porque o trader deve analisar o gráfico todo, especialmente os candles dos períodos seguintes de negociação após o surgimento da figura. Caso o gráfico continue mostrando candles verdes, de alta, então a interpretação é de que realmente a tendência do ativo foi revertida.

Entenda a importância da análise técnica

Por mais que o harami de alta seja um padrão de alta precisão, o trader sempre deve fazer uma análise técnica aprofundada.

Quando o trader analisa outros indicadores e o gráfico na totalidade, além da identificação e interpretação do harami, sua precisão nas ações tende a ser maior.

Para ter mais sucesso nas suas operações e realizar tomadas de decisões assertivas, o trader também pode levar em conta a análise de médias, outras figuras, níveis de suporte e resistência no preço do ativo.

Assista nosso vídeo sobre análise técnica e se aprofunde no assunto:

Conheça outros padrões

Estudar outros padrões gráficos ajuda o operador a interpretar o harami de alta de forma mais precisa. Isso porque algumas figuras podem lembrar o harami de alta, como a sua versão que indica reversão para baixa, e assim confundir traders menos atentos.

Além disso, existem outros padrões que podem indicar reversão de tendência. Quando estes se manifestam no mesmo gráfico do harami de alta, o trader tem maior confiabilidade em determinar a reversão de tendência.

Quais as diferenças entre um Harami de Alta e um Harami de Baixa?

Os haramis de alta e de baixa possuem uma estrutura bem semelhante. No entanto, as duas figuras possuem diferenças que devem sempre serem observadas pelos traders.

O harami de alta é um padrão que indica uma reversão de tendência no preço do ativo de baixa para alta. Isto é, ele indica a perda de força do movimento vendedor e o começo de um movimento de força compradora no papel analisado.

Já o harami de baixa é o padrão oposto, ele aponta uma reversão de alta para baixa no ativo. Ou seja, de que o ativo perdeu sua força compradora e agora experimenta um aumento da força vendedora de forma contínua.

Na observação gráfica, o harami de alta se manifesta primeiro com um grande candle de alta, seguido de um candle de queda no preço. Esta segunda vela, por sua vez, está contida no último candle de alta.

Conclusão

Após entender o que é e como interpretar o harami de alta na análise técnica, é hora de colocar todo esse conhecimento adquirido em suas operações na bolsa de valores.

Afinal, o domínio deste padrão gráfico permite identificar e aproveitar reversões de tendência nos ativos, lucrando com a sua valorização no momento certo.

No entanto, também ressaltamos que é fundamental estudar outros padrões gráficos importantes da análise técnica. Para isso, temos muito conteúdo no Blog Master Clear e no nosso canal no YouTube. Aproveite!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *