Índice IFIX: O que é, importância, composição e como investir

Índice IFIX: O que é, importância, composição e como investir

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

24/02/2022 • Atualizado: 23/03/2022

12 minutos

Compartilhar:

O IFIX é o índice oficial da bolsa de valores brasileira utilizado para representar o desempenho de fundos imobiliários.

O índice IFIX é um indicador de performance dos Fundos de Investimento Imobiliários (FIIs) na B3, a bolsa de valores brasileira. Por isso, quando ele se encontra em alta, sinaliza um momento favorável para investir nessa categoria de ativos financeiros.

Embora o índice seja frequentemente comparado com o Ibovespa, é importante esclarecer que se tratam de indicadores distintos.

Enquanto o IFIX mede única e exclusivamente o desempenho dos FIIs, o Ibovespa engloba as principais ações negociadas em bolsa.

Além disso, cada um deles tem regras e critérios próprios para inclusão de papéis. Em outras palavras, não é qualquer fundo imobiliário que entra no IFIX.

Para você, investidor, conhecer o índice agrega informações quanto à escolha de ativos para montar a carteira, como desempenho, rentabilidade, histórico e solidez de cada fundo.

Neste conteúdo, a gente traz tudo que você precisa saber sobre o IFIX.

Acompanhe até o fim e tome decisões de investimento mais seguras.

O que é o índice IFIX?

O IFIX é o índice oficial da bolsa de valores brasileira utilizado para representar o desempenho de fundos imobiliários.

É através de um índice do tipo que as principais bolsas do mundo conseguem demonstrar para o mercado o quão rentável é negociar títulos em seu pregão.

Com o IFIX, a B3 apresenta aos investidores o comportamento dos FIIs nela negociados e a evolução da sua rentabilidade ao longo da história.

Como surgiu esse índice?

A história do IFIX é recente.

Criado em 2012 pela B3, ele vem a ser um índice de retorno total, no qual se busca refletir as variações nos preços dos ativos que o integram.

Também serve como régua para medir o impacto da distribuição de proventos por parte das companhias emissoras.

Logo, se um FII rende menos que o próprio IFIX, sinaliza que sua performance está abaixo de outros similares, o que pode pesar contra o investimento.

Importância do IFIX – Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários

Como todos os ativos de renda variável, investir em FIIs implica em alguns riscos.

Dessa forma, antes de aplicar, vale sempre para o investidor conhecer como os fundos dessa categoria estão performando para tomar uma decisão mais embasada.

É aí que está a sua importância.

O IFIX é uma das formas mais seguras de saber se é um bom momento para investir, assim como definir no que investir, em quais fundos e qual deve ser o percentual de participação deles na carteira.

Ele também serve como um parâmetro para saber qual FII é mais rentável, pelo menos naquele momento específico.

Como funciona o IFIX?

O IFIX se limita a ser apenas um benchmark.

Isso quer dizer que você não investe diretamente no índice.

Sua função é servir como uma referência para os FIIs, muitos dos quais estipulam metas de rentabilidade com base nesse índice.

Imagine, por exemplo, que você resolveu investir no FII HSML11 e que o benchmark desse fundo é 90% do IFIX.

Nesse caso, os gestores do fundo deverão trabalhar para que ele renda pelo menos esse percentual do índice de referência, o que não deixa de ser uma segurança a mais para quem investe.

Existem tributações?

Um dos grandes atrativos dos FIIs é que eles são isentos de Imposto de Renda quando é feita a distribuição dos rendimentos pelo fundo.

No entanto, essa isenção já não existe quando o titular de um fundo resolve vendê-lo, operação sobre a qual incide 20% a título de IR sobre o lucro.

Cálculo do IFIX

O cálculo do IFIX ocorre em tempo real, conforme cotas dos fundos que compõem a carteira do indicador são negociadas.

Além disso, os FIIs com maior peso influenciam de forma mais decisiva na oscilação do índice.

De acordo com a B3 (você pode consultar a metodologia completa neste documento em PDF), para um fundo compor o IFIX, é necessário cumprir com três exigências básicas:

  • Estar classificado entre os ativos elegíveis que, ao longo das últimas 3 carteiras, venham a represar 99% da soma dos indicadores do Índice de Negociabilidade por ordem decrescente.
  • Estar presente e ser negociado em pelo menos 60% dos pregões no período de vigência das 3 carteiras anteriores do índice.
  • Não ter classificação do tipo “penny stock”, ou seja, não ter preço unitário abaixo de R$ 1,00.

Vantagens de investir no Índice IFIX

Como a gente lembrou antes, você não investe diretamente no IFIX.

Mas há vantagens em montar uma carteira com os FIIs nele listados.

Imagine que você pretende comprar um carro e, como critério, determina que só vai escolher modelos que estejam entre os cinco menores consumos de combustível.

Por analogia, o IFIX funciona assim com o mercado de fundos imobiliários.

Você pode selecionar o título antes de aplicar conforme a sua posição nesse índice que é, de certa forma, um ranking.

A propósito, a presença ou não de um FII no IFIX já pode ser usada como critério.

Então, se um certo ativo não constar no IFIX, você pode entender que ele não é seguro o bastante ou pode não apresentar a rentabilidade desejada.

Quais os fundos do IFIX?

A lista de fundos listados no índice de referência é extensa, com 87 ativos compondo a relação.

Na tabela abaixo, você confere os códigos de todos os FIIs do IFIX.

ABCP11BRCO11FLMA11HGFF11KFOF11MGFF11RBFF11SARE11VRTA11
ALZR11BRCR11FVPQ11HGLG11KNCR11MXRF11RBRF11SDIL11VTLT11
BARI11BTCR11GGRC11HGPO11KNHY11ONEF11RBRR11SPTW11XPCI11
BBFI11BBTLG11GTWR11HGRE11KNIP11OUJP11RBVA11TGAR11XPCM11
BBPO11CPTS11HABT11HGRU11KNRI11OULG11RCRB11VGIR11XPIN11
BCFF11CVBI11HCTR11HSML11LVBI11PATC11RECR11VILG11XPLG11
BCIA11FEXC11HFOF11HTMX11MALL11PLCR11RECT11VINO11XPML11
BCRI11FIGS11HGBS11IRDM11MCCI11QAGR11RNGO11VISC11XPPR11
BPFF11FIIB11HGCR11JSRE11MFII11RBED11SADI11VLOL11XPSF11

Você também pode consultá-la na íntegra no site da B3.

Abaixo, vamos conhecer os três FIIs que apresentaram maior rendimento até o final de novembro de 2020.

XPCM11 (XP Corporate Macaé)

O XP Corporate Macaé Fundo de Investimento Imobiliário explora comercialmente o edifício The Corporate, localizado na Avenida Prefeito Aristeu Ferreira da Silva, 370, em Macaé (RJ).

O regulamento desse FII prevê a possibilidade de aquisição de outros imóveis ou direitos reais, desde que a operação seja aprovada previamente pelos cotistas.

Determina, ainda, que a parte do patrimônio não aplicada em imóveis pode ser investida em renda fixa como Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e títulos públicos federais.

RBFF11 (Rio Bravo)

Diferentemente do XPCM11, um fundo de tijolo, o Rio Bravo Fundo de Fundos de Investimento Imobiliário investe maioritariamente em outros papéis, tais como:

  • Cotas de Fundos de Investimento Imobiliário
  • Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI)
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI)
  • Letras Hipotecárias (LH).

Seu benchmark é a variação do IFIX e, para isso, sua política de investimentos consiste em aplicar, pelo menos, 80% do seu patrimônio líquido em cotas de FIIs indexados.

Vale destaca que, nesse FII, investimentos em CRI podem compor até 10% do patrimônio, limite estabelecido também para os ativos LH e LCI.

XPML11 (XP Malls)

Sendo um fundo de tijolo, no XPML11 o foco se volta principalmente ao investimento em propriedades que, nesse caso, são shoppings.

Nesse tipo de FII, ganha-se pela venda dos imóveis custodiados, construção ou locação.

No caso do XP Malls, os investidores aplicam em um fundo do tipo ANBIMA renda gestão ativa no segmento de shoppings.

Isso significa que ele é constituído sob a forma de condomínio fechado, regido por seu regulamento, por disposições legais aplicáveis ao seu caso e com prazo de duração indeterminado.

Rentabilidade dos Fundos Imobiliários

Sendo um fundo de renda variável, os FIIs dependem de uma série de fatores para ter sua rentabilidade conhecida.

Pelos exemplos de fundos que vimos antes, você deve ter reparado que há aqueles compostos por diversos ativos financeiros, enquanto outros negociam imóveis diretamente.

A oscilação de todos eles é diário, portanto, vale acompanhar o gráfico da B3 em tempo real para saber o quanto cada um oscila ao longo do dia.

Não há um limite ou mínimo. Logo, você poderá ver FIIs rendendo, por exemplo, 5% em um dia, enquanto outros mal passam da casa dos 0,1%. E outros que podem apresentar rentabilidade negativa no dia.

Investimento mínimo e prazos

Outro detalhe importante a respeito dos FIIs é que eles são administrados em regime de condomínio fechado.

E é possível começar investindo somas muito baixas, afinal, há FIIs para bolsos de todos os tamanhos.

Alguns permitem aportes iniciais de menos de R$ 10,00, enquanto, em outros, o investimento mínimo bate a cada dos quatro dígitos por cota.

Como investir no índice IFIX?

Para investir em FIIs listados no IFIX, você precisa abrir conta em uma corretora que fará a custódia de suas cotas junto à B3.

A escolha do fundo fica a seu critério mas, pelo que vimos até aqui, uma boa opção é escolher aqueles que se mantenham estáveis ou que apresentem perspectiva de valorização.

Com a conta aberta, você vai acessar o home broker, que é o seu painel de controle eletrônico, no qual as transações acontecem.

Então, basta informar qual fundo imobiliário deseja comprar, o número de cotas, enviar a ordem e confirmar a operação.

Com a plataforma moderna e segura da Clear, investir em FIIs do IFIX é muito fácil.

Como estão as projeções do mercado imobiliário?

Tudo indica que o atual momento é favorável para investir no mercado imobiliário.

A despeito dos problemas causados pela pandemia e da grande queda dos FIIs no início do ano, como vimos, a recuperação foi rápida e, desde então, a pontuação só tem subido.

De qualquer forma, o mercado imobiliário sempre está sujeito a mudanças e, por isso, vale investir em conhecimento, acompanhar o mercado e estudar cada ativo antes de aplicar seu dinheiro.

A Clear oferece vários canais para o seu aprendizado, como este blog, vídeos no YouTube e plataformas modernas de análise.

Expectativas de dividendos do Índice IFIX em 2021

O ano de 2021 está chegando e, com ele, cresce a expectativa: qual será o melhor fundo de investimento imobiliário em termos de dividendos?

Sempre lembrando que os dividendos são a distribuição do lucro obtido com os ativos que compõem um fundo.

Embora seja sempre arriscado fazer projeções, os FIIs destacados no tópico sobre os tipos de fundos devem continuar a performar bem.

São FIIs que têm na experiência dos seus gestores um importante trunfo.

Vale a pena investir em Fundos Imobiliários em 2021?

Se você quer um investimento de renda variável de risco moderado, os FIIs podem ser para você.

De qualquer forma, antes de investir, procure antes conhecer o seu perfil de risco para certificar-se de que os fundos imobiliários são a melhor escolha.

Também tenha claro quais são os seus objetivos com o rendimento obtido, pois essa informação ajuda a decidir em qual ativo aplicar seu dinheiro.

Conheça outros índices do mercado financeiro

Veja, abaixo, uma listagem com outros índices conhecidos do mercado brasileiro.

  • Ibovespa
  • ISE e ICO2
  • Brasil IBrX
  • Brasil 50 IBrX-50
  • Brasil Amplo IBrA
  • Mid-Large Cap MLCX
  • Small Cap SMLL
  • Tag Along ITAG

Investir em renda variável pode ser para você

Já vai longe o tempo em que renda variável era só para investidores ou traders experientes em negociar papéis na bolsa.

Então, se você tem vontade de investir nesse tipo de ativo financeiro, chegou a sua vez.

Os FIIs, nesse caso, são um ótimo começo, graças à sua solidez e boas perspectivas de crescimento para os próximos anos.

Abra uma conta na Clear. Nossa plataforma pode ajudar você a fazer mais com o seu dinheiro.

Conclusão

Não dá para perder a chance de começar o próximo ano com um investimento que promete render bem.

Por isso, os FIIs são uma oportunidade interessante para quem sempre sonhou em investir em renda variável e gosta de aliar rentabilidade e segurança.

Na hora de investir, conte com a Clear para garantir os melhores resultados no seu portfólio.

Abra sua conta e aproveite as vantagens da taxa zero na corretagem em todos os produtos de renda variável.