Topo Triplo: o que é e como identificar no gráfico

Você sabe o que é, como identificar e como usar um topo triplo em suas negociações na bolsa de valores?

Ao fazer a análise gráfica de um ativo, todo investidor ou trader precisa saber exatamente o que está fazendo para reduzir erros. Para isso, é fundamental estar bem familiarizado com o estudo e uso prático de figuras gráficas.

Também chamados de padrões gráficos, tais figuras representam determinados padrões de movimentos e tendências no preço de uma ação, por exemplo. É a partir da observação desses padrões que um operador encontra boas oportunidades de entrada ou saída (compra e venda) de um papel. 💸

Entre os padrões mais conhecidos no mercado está o topo triplo. Nas próximas linhas deste conteúdo, você vai entender tudo sobre essa figura gráfica. Vamos lá! 👇

O que é topo triplo?

O topo triplo pode ser entendido como uma modificação de outra figura gráfica, o topo duplo. Graficamente parecido com o OCO (Ombro-Cabeça-Ombro) esse padrão consiste em três topos de alta no preço do ativo antes de uma reversão de tendência.

O topo triplo é uma figura bastante conhecida entre investidores e traders, mas sua ocorrência é relativamente menor que o topo duplo.

Ele se forma da seguinte maneira: primeiro, o ativo analisado sobe e desce por duas vezes no gráfico, formando dois topos de preços em níveis praticamente iguais. Nesse ponto, já seria esperado uma perda de força compradora do ativo negociado.

Porém, ela não acontece e ocorre o contrário, o preço sobe outra vez movido por uma nova onda de compradores. Mas, essa onda não é forte o bastante para romper o preço atingido nos dois topos anteriores, formando assim o topo triplo.

Após a formação da figura, é comum que o trader ou investidor observe uma reversão de tendência no preço do ativo logo a seguir.

Características do topo triplo

O topo triplo possui algumas características gerais que todo trader e investidor deve conhecer. São elas:

  • O terceiro topo no preço do ativo é ligeiramente menor que os anteriores;
  • Todo topo triplo se inicia a partir de uma tendência de alta nos preços de um ativo;
  • Na medida em que o topo triplo se desenvolve o volume de negociações do ativo cai;
  • Quando está para formar um topo é normal que o volume suba ligeiramente;
  • Quando o suporte é quebrado é comum que o volume das negociações aumente muito, dando credibilidade ao rompimento;
  • Existe uma linha de suporte que deve ser rompida após o terceiro topo. Após o ponto de fuga, é normal que essa linha de suporte se torne uma linha de resistência.

👉 Veja: O que são as figuras gráficas na análise técnica?

Entenda o que são topos e fundos

Na análise gráfica é fundamental que o trader ou investidor saiba diferenciar bem os topos e fundos no gráfico de um ativo.

Os topos são as extremidades de um movimento de alta no preço do papel negociado na bolsa e analisado pelo operador. Ele antecede movimentos de baixa no ativo, ou seja, antecede uma queda nos preços.

Normalmente, a formação de topo tem como sinal de confirmação um ponto de retorno de queda nos preços.

Já os fundos são a extremidade oposta ao que os topos representam, e marcam o ponto mais baixo de um movimento de queda nos preços. Por sua vez, os fundos antecedem os movimentos de alta no preço do ativo negociado.

Ainda sobre os fundos, eles geralmente possuem como forma de confirmação um ponto de retorno para alta nos preços.

Como identificar um fundo triplo?

Identificar um fundo triplo pode ser simples para quem conhece o topo triplo. Afinal, trata-se de um padrão gráfico exatamente oposto ao outro.

Após duas formações de fundos no preço de um ativo, um novo grupo de vendedores entra em ação. Esse grupo provoca uma nova queda no preço do ativo em questão, formando assim o terceiro fundo.

Esse movimento dos vendedores é realizado buscando lucrar com a queda nos preços. Mas, o volume de negociações é insuficiente para romper o fundo de queda, e os preços voltam a subir. 📈

Graficamente, o fundo triplo é bem parecido com o padrão OCOI (Ombro-Cabeça-Ombro-Invertido).

A imagem mostra um homem loiro, vestindo uma camisa social branca utilizando um computador e notebooks em uma mesa. Ele está olhando para a tela que mostra diferentes gráficos das ações do mercado financeiro, em referência a identificação do topo triplo na análise gráfica.

Como operar topo triplo?

É possível operar com topo triplo de diferentes maneiras, além de ser possível usar informações deste padrão gráfico para analisar tendências para um ativo.

Aqui vão algumas táticas que podem ser usadas.

  • Rompimento: o trader espera a formação do padrão acontecer e então entra vendido assim que o suporte de preços for rompido;
  • Projeção e objetivo: o trader traça uma barra entre o suporte e o topo do preço alvo, e ele opera compra e venda buscando lucros dentro dessa faixa. É uma tática interessante pois pode entregar boa rentabilidade, porém possui um risco maior;
  • Nova Resistência: sempre que um fundo de preços é rompido, o mesmo passa a compor um novo nível de resistência que pode ser testado pelo trader. Em um novo teste, o trader pode encerrar sua posição comprada ou fazer uma entrada com venda a descoberto;
  • Confirmação: consiste em verificar, na análise técnica, as características de volume e desenho do gráfico para então traçar as linhas de suporte;
  • Candle de Rompimento: consiste no trabalho do trader de observar com cuidado se os primeiros candles após o rompimento confirmam que a tendência do preço agora é para alta. Serve para confirmar a reversão de preços do ativo.

👉 LTA e LTB: saiba a importância das linhas de tendência

Diferenças entre topo duplo e topo triplo

Topos duplos são padrões gráficos que aparecem um maior número de vezes no gráfico que os topos triplos.

Um topo duplo é formado a partir de um movimento de alta onde a força compradora empurra o preço do ativo até um topo inicial. Esse movimento conta com um aumento no volume de negociações de compra.

Após a formação do primeiro topo, o ativo passa por uma retração com queda no volume de negociações. Após a primeira retração, o preço volta a subir formando o segundo topo com o preço atingido sendo o mesmo ou pouco abaixo do primeiro topo.

Já o topo triplo possui como principal diferença ao topo duplo a formação de uma nova retração seguida de alta. Essa alta tem volume de negociações menor que as duas primeiras e o preço atinge um topo igual ou ligeiramente menor que os topos anteriores.

O que é a análise gráfica e qual sua importância?

A análise gráfica é um método de avaliar ações e outros ativos através de gráficos. Ela é importante tanto para traders como para investidores de longo prazo. Isso porque ajuda o operador a encontrar tendências no ativo, e assim aproveitar possíveis quedas ou altas para lucrar com o papel.💰

Ela é especialmente útil para quem faz day trade, pois ajuda o profissional em operações de curto prazo na bolsa. É a análise gráfica que possibilita ao trader, através de figuras como os topos triplos, realizar suas negociações com maior facilidade e assertividade.

E falando sobre ferramentas para facilitar o trabalho do trader, contar com uma assistente virtual com inteligência artificial é de grande ajuda. A AIA, a Personal Trader da Clear, por exemplo, fornece várias informações, relatórios e dicas em tempo real aos traders que a utilizam. Dessa forma, ajuda o operador a entrar e sair de ações com maior chance de ganho.

Agora que você aprendeu o que é topo triplo, conhece suas características e como operar, é possível aplicar esse conhecimento na análise técnica e gráfico de ativos, melhorando cada vez mais suas operações.

Quer contar com uma ótima plataforma de trading? Vem pra Clear! 🚀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *