Índice de Força Relativa (IFR): o que é e como utilizar no day trade

O Índice de Força Relativa (IFR) é um dos indicadores mais conhecidos e utilizados por traders na análise técnica de ativos no mercado financeiro.

De fácil interpretação, este indicador é muito popular pelos traders que buscam por oportunidades excelentes. Isso porque o IFR ajuda o profissional do mercado a apontar, com facilidade, ativos sobrecomprados e sobrevendidos.

Neste artigo, você aprenderá tudo sobre o índice de força relativa na teoria e prática. Acompanhe a leitura! 👇

O que é IFR?

O indicador de força relativa (IFR) é um indicador de análise técnica criado pelo engenheiro mecânico J. Welles Wilder. Trata-se de um indicador da classe dos osciladores e tem como seu objetivo principal apontar os ativos sobrecomprados e sobrevendidos durante a análise.

O IFR é um indicador que possibilita ao trader medir a ação das forças compradoras e vendedoras em um ativo ao mesmo tempo. Com ele é possível identificar o surgimento ou o enfraquecimento dessas duas tendências ao analisar um gráfico.

Também é possível observar o rompimento de suportes ou resistências antes que elas de fato aconteçam.

Em suma, ele serve para medir a “força” de um ativo no mercado financeiro, sendo um dos mais utilizados por investidores e traders para mostrar os melhores momentos para obter lucros com a compra e venda de ações. 💰

👉 Confira também: Price Action, a análise do comportamento dos preços

A imagem mostra um homem de camisa branca e cabelo curto com uma caneta e papel em cada mão,. Ele está olhando para a tela de um computador que mostra um gráfico do mercado financeiro em referência à análise do indicador de força relativa (IFR).

Como o IFR funciona?

O IFR funciona como um termômetro que mostra se o preço de uma ação, por exemplo, pode subir ou cair. O índice de força relativa é exibido como um oscilador na plataforma. Ou seja, um gráfico de linhas que se movimenta dentro de extremos, dentro de uma variação determinada.

O IFR pode variar na leitura de 0 a 100 e é baseado nos preços de fechamento do ativo negociado.

Outro detalhe sobre como o IFR funciona é que ele também forma padrões gráficos que nem sempre são exibidos no gráfico de cotações do ativo. Como é o caso dos topos e fundos duplos e as linhas de tendência.

Portanto, o trader sempre precisa estar atento ao gráfico durante a análise técnica para não perder a chance de identificar esses momentos e tendências.

Abra sua conta, é online, rápido e 100% grátis. Ao escolher a Clear você tem ao seu lado as maiores vantagens do mercado financeiro.

Como usar o indicador IFR?

Não existe forma melhor de usar o IRF do que com um bom programa gráfico ou plataforma de operações. Isso porque ele possibilita o cálculo automático e extremamente preciso do índice de força relativa.  💻

Isso facilita muito a análise e o trabalho do operador em suas negociações do ativo. Como sugestão para usar o indicador IRF com a maior facilidade e precisão, temos a plataforma de negociações da Clear, o Clear PRO. Saiba mais no vídeo:

Como calcular o Índice de Força Relativa (IFR)?

Saber como calcular o indicador IRF não é verdadeiramente uma necessidade na qual o trader ou investidor precisa se preocupar. Isso porque qualquer plataforma trader é capaz de fazer esse cálculo automaticamente para o operador.

Sendo assim, tudo que o trader precisa fazer é saber o que é e como analisar e usar o índice de força relativa. No entanto, pode ser interessante para o operador saber como o IRF é calculado na prática, então aprenda agora:

A fórmula do cálculo é muito simples.

IFR = 100 – (1 + FR)

Neste cálculo, IFR é o índice de força relativa e FR é o ganho médio dividido pela perda média.

  • Para o ganho médio, soma-se os ganhos dos últimos 14 períodos observados e se divide por 14, obtendo assim a média;
  • Para a perda média o cálculo é o mesmo, soma-se as perdas dos últimos 14 períodos e então se divide o resultado por 14.

Como interpretar o IFR?

Uma das principais razões do IFR ser tão popular entre investidores de longo prazo e traders da bolsa de valores é sua facilidade de interpretação.

No entanto, o trader deve sempre estar atento ao parâmetro que ele vai utilizar na sua análise. Bem como nas divergências que podem ser indicadas durante o uso deste indicador da bolsa. Entenda a seguir.

Zonas de Alerta

As zonas de alerta são faixas de valores dentro do oscilador e servem para apontar se um ativo está sobrecomprado ou sobrevendido. Entendê-las é fundamental para que o trader ou investidor saiba exatamente quando comprar ou vender uma ação.

  • Se os valores são de 70 ou acima no oscilador, podemos considerar que o ativo analisado está sobrecomprado. Nesta faixa, ele pode estar se preparando para uma retração corretiva no preço ou uma reversão de tendência.
  • Caso os valores estejam em 30 ou abaixo para o ativo no oscilador, podemos entender que ele está sobrevendido. Nesse momento, o ativo pode estar pronto para uma reversão de tendência, mas também uma alta no preço como correção.

Essas faixas para as zonas de alerta são consideradas normais. Porém, o trader pode considerar os valores de 80 e acima para ativos sobrecomprados e 20 e abaixo para ativos sobrevendidos.

Divergência de tendências altas e baixas

Além das zonas de alerta, o IRF também serve para indicar divergências de altas e baixas nos preços de um ativo e movimentos observados. Assim, quando a cotação de um ativo estiver em seu pico, mas o indicador cair, abre-se uma tendência para que a ação sofra um período de baixas.

O oposto também ocorre quando o preço está em baixa com o indicador IRF apontando uma subida. Então, o preço do ativo deve passar por um período de altas.

👉Como operar minicontratos e principais tipos

Entenda o que é IFR estocástico

O IRF estocástico é a combinação desses dois indicadores que se complementam. Ambos são osciladores e utilizados em conjunto por traders que buscam uma maior eficiência em suas análises e operações.

O IFR estocástico é mais atuante do que o indicador tradicional. Em geral, ele apresenta muito mais sinais de entrada e de saída da ação analisada.

Ao usar esse indicador “turbinado” o trader terá mais oportunidades de realizar boas operações no mercado financeiro. Dessa forma, aumentará suas chances de ganho e lucros na bolsa de valores.

A imagem mostra um homem negro utilizando um notebook, que mostra na tela um gráfico de ações, em referência ao IFR estocástico que apresenta sinais de entrada e saída de uma ação analisada.

O que é IFR sobrecomprado?

O IFR sobrecomprado é compreendido quando o indicador apresenta um valor de 70 ou acima em uma escala de 0 a 100.

Ele indica que o ativo está supervalorizado dentro do período observado pelo trader.

Como já dissemos, se o trader quiser, ele pode considerar o IRF sobrecomprado a partir de 80 acima no indicador em escala de 0 a 100.

Conclusão

Agora você conhece o índice de força relativa (IFR) em detalhes, desde o que ele é e seu funcionamento até o seu uso nas operações no mercado, é hora de colocar o que aprendeu em prática e maximizar os seus ganhos na bolsa. 🚀

Se você ainda não é cliente da Clear, abra agora mesmo sua conta e desfrute de uma plataforma completa e com taxa zero de corretagem para suas operações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *