Price Action: a análise do comportamento dos preços

Price Action: a análise do comportamento dos preços

Navegue por assunto


Por: Time Master Clear

14/04/2021 • Atualizado: 09/12/2021

6 minutos

Compartilhar:

Imediata e simplificada, essa metodologia é aliada de traders experientes há décadas

Quem opera no Day Trade sabe o quanto é preciso estudar e se dedicar para ter sucesso nas operações. Para os que estão começando agora nessa modalidade, é essencial aprender sobre os principais métodos de análise que podem ser usados para criar uma boa estratégia.

Neste artigo, falaremos sobre o Price Action, uma das técnicas mais famosas adotadas pelos traders para auxiliar na tomada de decisão. Continue a leitura para entender o que é Price Action e como utilizá-lo para potencializar as suas operações.

O que é Price Action?

Em uma tradução literal, Price Action significa ação do preço. O nome diz muito sobre como essa escola de estudo funciona, já que a essência desse tipo de análise técnica é acompanhar justamente o movimento (ação) do preço de um determinado ativo ao longo do tempo. Utilizado há mais de um século no mercado financeiro, o método é baseado em estatística e probabilidade.

Também conhecido com Naked Trading, podemos defini-lo como um conjunto de conhecimentos sobre os movimentos que aparecem no gráfico conforme o preço sofre variações.

Tais movimentos oferecem indicações das intenções dos investidores, tornando possível estimar movimentos futuros. Basicamente, quem utiliza Price Action toma decisões de compra e venda somente com base no movimento desempenhado pelo preço do ativo, acreditando que qualquer indicador está sempre atrasado em comparação com o movimento dos preços.

O que os gráficos mostram?

As decisões dos operadores impulsionam o movimento do preço, o que cria uma trilha no gráfico sob a forma de candles, que são representações gráficas da disputa entre comprados e vendidos. Cada candle é formado por quatro preços: de abertura, de fechamento, a máxima e a mínima. As imagens revelam a disposição do mercado para seguir derrubando ou elevando preços.

Na Clear você conta com corretagem zero nos melhores produtos do mercado. Abra sua conta, é online, rápido e 100% grátis.

Fundamentos do Price Action

Podemos dizer que a base do Price Action são os suportes e as resistências. Mas o que isso quer dizer? São patamares que o preço de um ativo tem dificuldade de ultrapassar. Quando é para cima, é chamado de resistência. E quando é para baixo, é denominado suporte. Para verificar se os preços estão seguindo esses patamares, os trades traçam linhas horizontais no gráfico.

Podemos imaginar que a resistência funcione como um teto e o suporte como um piso. O comportamento do preço após tocar essas duas extremidades é o que determinará a indicação de compra ou de venda do ativo.

Existem também as linhas de tendência, que são resistências e suportes inclinados, compostos pelos fundos ascendentes, quando a tendência é de alta, e pelos topos descendentes, quando a tendência é de baixa.

Quando não há tendência, surgem duas linhas paralelas, o que indica um mercado lateralizado. A partir da leitura das linhas de tendências e dos suportes e resistências, os traders conseguem interpretar uma série de desenhos traçados no gráfico que são muito úteis para apoiar uma decisão assertiva.

Bases da operação

Quando há uma tendência, o trader sempre entende que a ela é sua amiga. Nesse caso, as linhas no gráfico ajudam a saber a hora certa para entrar na operação com o melhor preço (e sair na hora certa também).

Nem sempre é possível perceber a tendência tão rápido a ponto de conseguir entrar na mínima do dia. Sendo assim, o ideal é ter um bom ponto de entrada após o início da tendência.

Já em mercados laterais, o trader pode optar entre comprar no suporte e vender no sentido da resistência (o contrário também é válido) ou esperar pelo que chamamos de breakout, que é quando o mercado sai da lateralidade e é possível se posicionar a favor da tendência.

Tanto em tendências quanto em mercados laterais, o trader deve monitorar a continuidade do movimento, que é indicada pelo preço dentro das linhas.

Caso alguns candles ultrapassem as linhas, pode estar surgindo uma reversão. Nesse caso, a confirmação pode ser feita pela análise do volume, que ser for muito grande, indica que é provável que o ativo reverta ou lateralize.

Conheça alguns padrões

Os padrões do candlestick foram muito testados e estudados ao longo dos anos – e as figuras de price action são formadas a partir de um conjusto e disposição de vários candlesticks. Existem diversas figuras formadas no gráfico que podem indicar as intenções principais. Veja alguns exemplos:

Martelo

O Candle Martelo ou Hammer é um dos padrões mais esperados pelos traders. Ele aparece quando surge a reversão de uma tendência de alta, seguido de um candle de baixa para confirmar o padrão. Sua representação é um candle com corpo pequeno no topo e sombra longa.

Martelo invertido

Martelo invertido, como o nome sugere, apresenta a mesma figura do martelo, mas ao contrário, pois surge para reverter uma tendência de baixa. Sendo assim, esse padrão sinaliza aos investidores um bom momento para a entrada.

Doji

O Doji sinaliza preços iguais para abertura e encerramento do pregão, o que mostra que os investidores ficaram indecisos quanto ao rumo do mercado e que pode surgir um ponto de inversão. Trata-se de um candle sem corpo ou com corpo muito pequeno, revelando que a tendência anterior não teve força. Quando seguido de um candle em sentido contrário, confirma-se a previsão de reversão.

Principais vantagens de Price Action

A limpeza do gráfico costuma ser o principal benefício apontado por quem utiliza Price Action, já que na comparação com outros tipos de análise, é possível ter menos informação na tela e as interpretações ficam mais simplificadas.

Sua análise em tempo real, sem atraso na geração de informação, ajuda a evitar erros e minimizar riscos. A técnica vem sendo utilizada e aprovada no mercado por décadas e, com estudo e empenho, pode ser aprendida em relativamente pouco tempo.

Gostou de saber mais sobre essa escola de estudo? Para se aprofundar, uma boa dica é iniciar um curso sobre o tema. E se quiser investir em ações, abra sua conta na Clear! Somos a primeira corretora com taxa zero de corretagem.