Saiba o que é reversão de tendência e quais sinais indicam sua formação

No mercado financeiro, todo operador que consegue identificar rapidamente uma reversão de tendência consegue ganhar mais dinheiro. Independentemente se esse operador é um investidor de longo prazo ou um day trader.🤑

Sabe o ditado sobre “comprar na baixa e vender na alta”? Pois é, a forma mais simples de fazer dinheiro na bolsa de valores é seguindo essa indicação ao pé da letra.

Mas, como saber quando um ativo está no preço mais alto e sendo uma oportunidade para venda? Ou como identificar quando um ativo está em baixa e com oportunidade de compra?

Geralmente, o operador que sabe identificar uma reversão de tendência com precisão consegue chegar muito perto de “acertar” nesses momentos, e ter sucesso nas suas operações.

Acompanhe para saber mais!👇

O que é reversão de tendência?

Uma reversão de tendência acontece quando o preço de um ativo está seguindo uma direção por um período, e em algum momento o preço vai “inverter” a sua direção e começar a fazer o movimento oposto.

Ou seja, uma ação que está em subida contínua nos preços começará a inverter seu movimento e cair. Outro ativo que está em queda prolongada nos preços começará a ter um movimento de alta.

Quando essas inversões acontecem temos então a chamada reversão de tendência. Normalmente, elas não ocorrem de forma abrupta, elas dão sinais antecedentes a elas que podem ser reconhecidas, com alguma facilidade, durante a análise técnica do ativo.

De modo geral, todo e qualquer ativo na bolsa de valores possui seus momentos de alta e baixa. Nenhuma ação ou outro ativo sempre ficará estável em um determinado preço. Por isso, é importante que os traders ou investidores aprendam como reconhecer esses sinais que indicam uma reversão de tendência de modo a encontrar grandes oportunidades de lucrar comprando ou vendendo ações. 💸

A imagem mostra as mãos de uma pessoa mexendo no notebook em cima de uma mesa ao lado de um celular. Também podemos ver gráficos de candles saindo da tela em relação ao tema de reversão de tendência e day trading.

Como são formadas as tendências de alta e de baixa?

Antes de aprender como identificar uma reversão de tendência, é fundamental compreender como elas são formadas.

Todo o mercado financeiro é influenciado, em parte, pelas expectativas e humores dos agentes econômicos. Na bolsa, esses são os investidores de longo prazo e os traders, por exemplo.

São essas expectativas que influenciam a oferta e demanda de um ativo. Quando os investidores e traders acreditam que ainda há espaço para lucrar com um ativo, existe uma tendência de alta. Ou seja, o volume de compras sobe e puxa o preço para cima, e assim se forma a tendência de alta.

Quando os investidores acreditam que o preço já atingiu seu valor mais alto, começa a acontecer um volume de vendas cada vez maior. Isso puxa o preço para baixo, pois há maior volume de vendas que de compras do ativo, formando a tendência de baixa.

E a reversão de tendência? Simples, ela é o momento onde ocorre a inversão do movimento, cai o volume de compras e sobe o volume de vendas e vice-versa.

Agora que você aprendeu como são formadas as tendências de alta e baixa e como surgem as reversões de tendência, é hora de identificar os sinais que evidenciam essas reversões.

👉 LTA e LTB: saiba a importância das linhas de tendência

4 Sinais que indicam uma reversão de tendência

Na análise técnica e gráfica de ativos na bolsa de valores existem quatro sinais ou indicativos de uma reversão de tendência.

Uma vez que um trader ou investidor de longo prazo consiga identificar rapidamente esses sinais, também conseguirá identificar facilmente as reversões. Com isso, será capaz de aproveitar inúmeras oportunidades no mercado financeiro.

Os 4 sinais de reversão de tendência são:

  1. Redução de amplitude das candles;
  2. Falsos rompimentos;
  3. Rompimento das linhas de tendência;
  4. Volume.

Entenda sobre cada um deles:

1. Redução de amplitude das candles

Um dos principais sinais de reversão de tendência nos gráficos do tipo candlestick é a redução do tamanho dos candles.

Por exemplo, nas reversões de tendência de alta para baixa, é muito comum que o preço do ativo atinja topos com candles curtos e cada vez menores. Enquanto isso, os candles de queda para o fundo do ativo são cada vez mais longos.

Agora, quando os fundos de um ativo numa sequência de quedas apresentam candles mais curtos e as altas formam topos mais longos, temos um sinal de reversão de tendência para alta.

2. Falsos rompimentos

Outro sinal de reversão de tendência são os falsos rompimentos. Um falso rompimento de preços em um ativo surge em momentos de reversão, sendo causados por notícias políticas ou da economia mundial em muitos casos.

No gráfico, eles são identificados por candles de alta pequenos e com quebras curtas. É muito importante ficar atento a essas quebras, pois elas indicam o final de uma tendência ou pausa da tendência.

Quando indicam o final da tendência, é muito provável que tenhamos a ocorrência da reversão.

Outro sinal de reversão de tendência são os falsos rompimentos. Um falso rompimento de preços em um ativo surge em momentos de reversão, sendo causados por notícias políticas ou da economia mundial em muitos casos.

No gráfico, eles são identificados por candles de alta pequenos e com quebras curtas. É muito importante ficar atento a essas quebras, pois elas indicam o final de uma tendência ou pausa da tendência.

Quando indicam o final da tendência, é muito provável que tenhamos a ocorrência da reversão.

3. Rompimento das linhas de tendência

O rompimento das linhas de uma tendência também é mais um sinal de reversão de tendência no mercado. Ele pode ser identificado quando, durante a análise técnica de um ativo, o preço começa a apresentar grandes altas e pequenas quedas. É recomendado que se faça médias móveis para uma análise mais precisa.

Veja o que a Pam Semezzato, nossa analista de investimentos, diz sobre rompimentos:

4. Volume

Possivelmente, o volume de negociações é o sinal mais simples e claro de identificar uma reversão de tendência. O trader ou o investidor deve acompanhar de forma atenta o volume das negociações de compra e venda do ativo.

Em um movimento de alta, o sinal de reversão de tendência consiste no aumento contínuo do volume de vendas e na queda no volume das negociações de compra. Com essa mudança o preço da ação, ou do ativo observado, deve começar a cair e iniciar um movimento de queda.

Já quando o preço do ativo está em queda e o volume de compras do papel começa a subir enquanto o volume de vendas cai, temos o oposto. Isto é, estamos diante de uma clara sinalização de reversão de tendência de baixa para alta. Pois o crescimento do volume de compradores tenderá a fazer com que o ativo suba de preço.

Conheça as figuras gráficas que indicam reversão de tendência

Certos padrões gráficos ou figuras gráficas existentes na bolsa de valores também podem ser utilizados para identificar quando uma reversão de tendência está para acontecer.

Existem várias figuras gráficas que podem servir de indicador de uma reversão de tendência. No entanto, algumas delas podem ser consideradas como figuras de maior precisão para esse estudo e análise.

A seguir, você vai conhecer um pouco mais sobre essas figuras gráficas:

Martelo

O martelo é um dos padrões gráficos que mais costuma acertar na indicação de uma futura reversão de tendência.

Ele é formado a partir de um candle pequeno e de pavio longo inferior longo, cerca de 2,5 vezes o tamanho do corpo do candle. Esse padrão lembra um martelo, e a figura pode acontecer em movimentos de alta e de baixa.

O pavio superior do martelo é sempre inexistente ou muito curto, e quando a figura se manifesta temos uma alta probabilidade de reversão de tendência.

Agulhada

Outra figura que ajuda a identificar uma reversão de tendência é a agulhada, que é tida por muitos analistas, investidores e traders do mercado, como uma ferramenta para analisar reversões de tendência.

Quando este é o caso, o operador precisa analisar as médias móveis de 3, 8 e 20 períodos de um ativo. Se as médias de cada um desses três períodos passam pelo candle da média do preço, da mesma forma como a linha passa pelo furo da agulha, temos a confirmação da reversão de tendência.

Estrela da manhã

A Estrela da Manhã é mais uma figura gráfica que serve como forte indicadora de que o preço de um ativo passará por reversão de tendência.

Ele sempre é formado por três candles, sendo uma das figuras mais fáceis de identificar. O primeiro candle é de baixa no preço do ativo e é seguido por um gap. O segundo candle da figura é de corpo pequeno ou um Doji.

Por fim, o terceiro candle da estrela da manhã é uma vela de alta no preço do ativo. Uma vez consolidada a figura, o ativo deve experimentar uma tendência de reversão para alta no seu preço.

Conclusão

Agora que você sabe o que é a reversão de tendência e seus principais sinais, e figuras gráficas que indicam sua formação, é importante compreender sua importância.

Saber identificar precisamente quando uma reversão de tendência ocorre traz vantagens para o operador. Isso porque ele consegue, antevendo essa mudança no movimento do preço, se posicionar de forma mais estratégica em um ativo.

Dessa forma, ele aumenta as suas chances de ganho e seus potenciais lucros em operações de day trade, por exemplo.

Mas lembre-se: é fundamental que você, que opera na bolsa, aplique tudo que aprendeu aqui. Afinal, apenas a prática e a experiência vai refinar sua capacidade de identificar as reversões e aproveitar suas oportunidades ao máximo.

E aí, bora começar a investir? 🚀 Abra sua conta na Clear e aproveite nossos benefícios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *