Bandas de Bollinger: o que são e como interpretar

Você sabe o que são e como utilizar as Bandas de Bollinger?

Na Bolsa de Valores, existem várias ferramentas e indicadores de volatilidade do mercado de ativos de renda variável.

Esses recursos servem para ajudar os traders, principalmente, na análise técnica e tomada de decisões. Ou seja, eles ajudam esses profissionais a terem maiores chances de obter bons resultados e lucros em suas operações. 💰

Uma dessas ferramentas são as Bandas de Bollinger. Consideradas como uma das mais interessantes dentro do mercado financeiro. Logo entende-lá pode ser a chave que faltava para colocar mais dinheiro no seu bolso.

Então, acompanhe este conteúdo e aprenda como interpretar este indicador!

Vamos lá! 👇

O que são e para que servem as bandas de bollinger?

As Bandas de Bollinger são um indicador de volatilidade de ativos no mercado financeiro, criado com a finalidade de prever se um determinado ativo está sobrecomprado, estável ou sobre-vendido. Elas são formadas por duas médias móveis na cotação de preços de determinado ativo.

Esse indicador foi desenvolvido nos EUA nos anos de 1980 pelo autor e analista financeiro norte-americano John Bollinger.

Elas mostram que, independentemente de qualquer movimento dos preços de um ativo, ele tende a voltar para seu ponto de equilíbrio. Graficamente, esse equilíbrio é entendido como a Linha Central de Bollinger.

As Bandas de Bollinger possuem os seguintes atributos:

  • Exibir a intensidade da valorização ou da desvalorização de um determinado ativo do mercado financeiro;
  • Auxiliar o trader na antecipação dos topos e dos fundos no preço do ativo;
  • Ajudar o trader a prever os níveis de preço.

As Bandas de Bollinger são muito úteis, principalmente, para quem opera no curto prazo. Assim, são indicadas para traders que se ocupam com operações de Day Trade e Swing Trade.

👉Análise Gráfica: Guia para investidores iniciantes

Como são calculadas as bandas de bollinger?

Não basta apenas saber o que são as Bandas de Bollinger. Todo operador do mercado financeiro que faz trades precisa saber como usá-los na prática. Para isso, é importante começar entendendo como as bandas são calculadas.

Como já explicamos, a banda parte de uma média móvel aritmética dentro de um determinado período de tempo.

Normalmente, os traders profissionais costumam usar períodos de 20 dias para fazer seu cálculo de Bandas de Bollinger. Inclusive, é uma recomendação do próprio criador deste indicador que se usem 20 períodos para formação das bandas.

Para chegar na média móvel, o cálculo utiliza o preço de fechamento do ativo em cada um dos dias usados para os 20 períodos.

As fórmulas para calcular as bandas em um gráfico, segundo Bollinger, são:

  • Centro da Banda: é a média móvel de 20 períodos, ou seja, 20 dias;
  • Banda Superior: é a média móvel + 2x o desvio padrão dos 20 dias, se este foi o período determinado;
  • Banda Inferior: é obtida a partir da média móvel simples – 2x o desvio padrão dos 20 dias.

O desvio padrãoexibe quanto cada elemento se afasta da média móvel. É a partir dele que é possível medir a volatilidade dos ativos usando as Bandas de Bollinger.

Quanto maior for o desvio padrão do ativo, maior será a sua volatilidade de preços. Por consequência, as bandas inferiores e superiores também estarão mais afastadas umas das outras.

Vale destacar que a maioria das plataformas trader já possui o indicador das Bandas de Bollinger. O trader precisa apenas inserir o indicador no gráfico. Mas, é sempre interessante saber fazer o cálculo por si mesmo.

Como configurar o setup das Bandas de Bollinger?

Saber como configurar as Bandas de Bollinger dentro do setup de operações é importante para o trader. Afinal, é sempre recomendável que o operador conheça o mais profundamente que puder cada detalhe de uma ferramenta ou indicador.

Para configurar as Bandas de Bollinger no seu setup, o trader deve usar a Média Móvel Aritmética (MMA). Ele também pode usar, se quiser, a Média Móvel Simples (MMS) para fazer a configuração das bandas.

A Média Móvel Exponencial (MME) já foi testada para configuração de setup. Porém, ela não gerou resultados satisfatórios ou ganhos significativos em relação às duas outras médias.

👉 Day Trade: motivos para começar! | Master Clear

Como interpretar este indicador?

As bandas servem, principalmente, para apontar que uma variação de preços expressiva vai acontecer e indicar a entrada de um determinado movimento — que pode orientar o trader em sua tomada de decisão.

Assim, quando há a formação de um “M” no gráfico, com dois toques no topo dos preços, temos uma indicação de venda do ativo. Quando temos duas quedas seguidas no fundo das cotações dos ativos, formando a figura de um “W”, o trader está diante de uma indicação de compra do ativo.

A imagem mostra uma mulher vestindo uma camisa e blazer brancos, e dois homens atrás. Eles estão olhando a tela de um computador que mostra um gráfico  de ações em referência a como interpretar as bandas de bollinger.

Principais estratégias utilizando bandas de bollinger

Em relação a estratégias de operação no mercado com as bandas de bollinger, temos duas principais. Veja:

Preço acima ou abaixo das bandas

Indicada para momentos de reversão de tendência no gráfico. Nela, o trader realiza suas operações assim que identifica um movimento de reversão nos preços de ações.

Seguindo essa estratégia, o trader deve comprar ações sempre que seu preço ficar abaixo da banda inferior. Da mesma forma, ele deve vender suas ações sempre que o preço ficar acima da banda superior.

Essa estratégia também pode ser adotada no mercado de opções e outras classes de ativos negociados na Bolsa de Valores.

Cruzamento dos preços com as bandas

Aqui, o trader utiliza o movimento de cruzamento das bandas para definir o momento de entrar ou sair de uma ação. É simples de entender e usar essa estratégia:

Toda vez que a linha cruzar a banda inferior num movimento de baixo para cima, o trader deve realizar a compra do ativo. Quando a linha cruzar a banda superior num movimento de cima para baixo, ele deve vender o ativo. Ficou claro? 😉

Vantagens das Bandas de Bollinger

As Bandas de Bollinger trazem muitas vantagens para o trader que sabem como utilizá-las na prática. Se bem aproveitadas, o operador consegue diminuir seus riscos e maximizar os seus ganhos e lucros.

Algumas 4 principais vantagens desse indicador são:

  1. Forma segura de para determinar movimentações em um determinado período;
  2. Boa opção de métrica para os preços de um ativo;
  3. Permite antecipar variações de preços no mercado, facilitando o uso da volatilidade do ativo por parte do trader;
  4. Fácil de inserir no gráfico e de calcular.

As Bandas de Bollinger são relativamente uma das mais simples e eficientes ferramentas para o trader.

Conclusão

Você acaba de entender o que são as Bandas de Bollinger e como pode usar esse indicador em suas operações de trade.

Agora, você tem uma ferramenta incrível em mãos para aproveitar a volatilidade dos preços nas ações e demais ativos na bolsa. Esse indicador, unido ao estudo da análise gráfica e outros assuntos ligados ao tema, vai te ajudar a ter muito mais sucesso em suas operações.

Estamos juntos? 🚀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *