O que é pivô de alta e de baixa na análise técnica?

Você sabe exatamente o que são os pivôs de alta e de baixa na bolsa de valores? E qual o seu impacto e importância na análise técnica de investidores de longo prazo  e day traders?

Dois dos mais conhecidos padrões ou figuras gráficas, os pivôs de alta e de baixa são indicadores importantíssimos na bolsa de valores. Com ele, o operador consegue uma precisão maior em determinar a força de movimentos compradores e vendedores.

Embora possam ser estudados e utilizados por investidores de longo prazo, os pivôs são analisados especialmente pelos operadores de day trading. Afinal, a velocidade com que ocorrem durante um pregão da bolsa pode beneficiar ou prejudicar o operador.

A partir de agora, você vai descobrir tudo sobre esses indicadores. Desde o que é o pivô de alta e de baixa, até como analisar e utilizar esses dois padrões em suas negociações de ativos.

Boa leitura! 👇

O que é Pivô de Alta e Pivô de Baixa?

Os pivôs de alta e de baixa são padrões gráficos encontrados no final de uma tendência de alta ou baixa de um ativo. O pivô de alta é encontrado na análise técnica quando o fim de uma tendência de baixa acontece e o mesmo vale para o pivô de baixa.

Ambos os padrões gráficos podem ser considerados como sinais evidentes de uma reversão de tendência na análise técnica de ativos. Também são considerados por muitos traders como uma simplificação das chamadas ondas de Elliot.

Um pivô é caracterizado pela seguinte formação de padrão no gráfico: o preço do ativo faz um fundo, depois sobe e faz um topo e então cai para um fundo, agora mais alto que o anterior. Isso para o pivô de alta.

Quando o gráfico desenha o oposto, ou seja um topo seguido de um fundo com um novo topo mais baixo que o anterior temos um pivô de baixa.

A imagem mostra um homem segurando um celular e outro apontando com uma caneta um ponto do gráfico de investimentos, em referência ao Pivô de Alta e Pivô de Baixa nas operações.

Entenda o que é Pivô de Alta

O pivô de altapode ser entendido como um padrão gráfico que serve para evidenciar um movimento de força compradora na bolsa. Ou seja, o indicador serve para mostrar aos operadores e analistas a tendência de alta de uma ação negociada no mercado financeiro.

Um pivô de alta pode indicar tanto a continuidade da sequência alta do ativo, quanto uma reversão de tendência para alta.

O que vai definir isso são os pontos ou candles anteriores no gráfico. Se eles estavam indicando movimento de queda, de força vendedora, temos uma reversão quando o pivô de alta ocorre.

Agora se o preço do ativo já estava subindo no gráfico, então o pivô de alta é uma forma de evidenciar a continuidade do movimento de força compradora.

imagem gráfica representando um pivô de alta
Exemplo no gráfico do que é um pivô de alta

Entendendo o que é o Pivô de Baixa

O pivô de baixa é um padrão que indica um aumento do movimento ou força vendedora no mercado para um ativo. Ou seja, ele acontece quando o volume de negociações de venda da ação está maior que o volume de compras.

Um pivô de baixa pode significar tanto um momento de continuidade da tendência do preço de um ativo como uma reversão.

Para isso, é preciso que o trader que está fazendo a análise técnica observe atentamente os movimentos do preço anteriores ao padrão. Se antes havia uma sinalização para continuidade de alta nos preços, então o pivô de baixa indica reversão de tendência.

Agora, se o preço da ação já vinha caindo e então se forma o pivô de baixa, então temos uma continuidade da tendência de queda.

imagem gráfica da representação de um pivô de baixa
Exemplo no gráfico do que é um pivô de baixa

Aprenda a confirmar quando pivôs de alta e de baixa na análise técnica

Confirmar quando um pivô, seja de alta ou de baixa, é muito simples na prática e deveria ser realizado por todo day trader que se preza. Porém, não são poucos os profissionais que esquecem de fazer ou não sabem ainda como confirmar esse padrão.

Então para eliminar qualquer sombra de dúvida, aten-se para a explicação:

  • Para o caso do pivô de alta, a confirmação acontece quando o topo anterior do padrão é rompido pelo segundo movimento de alta;
  • Já o pivô de baixa pode ser confirmado quando o segundo movimento de queda rompe o segundo fundo da figura.

👉 Análise Gráfica: o que é, como fazer e principais cuidados

O que são pontos de pivô e onde são usados?

Os pontos de pivô são indicadores técnicos para operações de day trade, utilizados para indicar os níveis de pressão do ativo analisado pelo operador. Independentemente se estes níveis de pressão são de força vendedora, ou de força compradora, para o ativo em questão.

Esses pontos são calculados uma vez durante o dia do pregão em três valores: a mínima, a máxima e o valor de fechamento do ativo no mercado.

Ao usar esses três dados, é possível gerar 3 níveis de suporte e de resistência durante a análise técnica.

Existe uma fórmula simples para fazer o cálculo dos pontos de pivô, que é a seguinte:

Ponto de Pivô Central (P) = (preço máximo + preço mínimo + fechamento) / 3

Vale destacar que boa parte das plataformas de investimentos contam com ferramentas que já calculam os pontos de pivô, porém é sempre bom que o trader saiba como calcular.

Qual é a diferença entre pullback e pivô?

Os padrões gráficos pullback e pivô são bem distintos entre eles, mas mesmo assim ainda causam confusão em alguns operadores da bolsa.

De modo geral, o pullback pode ser entendido como um forte movimento de correção no preço de um ativo.Um detalhe deste padrão é que tal correção nos preços ocorre de forma inesperada. ⚠️

Esse movimento de correção acontece de forma contrária à tendência de movimento do ativo. Mas, não necessariamente indica uma reversão de tendência de preços. Sua duração é de apenas algumas sessões consecutivas.

Já os pivôs, servem para antecipar e determinar possíveis mudanças e reversões de tendências nas cotações dos ativos.

Outros indicadores importantes da análise técnica

Além dos pivôs de alta e pivôs de baixa,também existem outros importantes indicadores que podem ser usados na análise técnica. Logo, todo trader ou investidor de longo prazo que trabalha com essa análise deve conhecê-los. Vamos lá:

ATR (Average True Range)

O Average True Range (ATR) é um indicador importante para a análise técnica muito útil para fazer o acompanhamento de ativos.

Embora usado inicialmente para análise de mercado de commodities, o ATR é usado para qualquer classe de ativos na bolsa. Em geral, ele serve para obter a média da amplitude de variação no preço do ativo analisado.

👉 Bolsa de valores para iniciantes: como começar a investir?

Bandas de Bollinger

As bandas de bollinger são outra ferramenta muito importante para operadores do mercado financeiro. Sobretudo para quem atua no mercado com operações de curto prazo, buscando retornos rápidos.

As bandas são o principal indicador de volatilidade no preço dos ativos na bolsa de valores. Basicamente, elas são usadas para determinar se um ativo está estável, sobrecomprado ou sobrevendido.

Podemos destacar as seguintes funções para as bandas de bollinger:

  • Exibir a intensidade da valorização ou da desvalorização de um determinado ativo do mercado financeiro;
  • Auxiliar o trader na antecipação dos topos e dos fundos no preço do ativo;
  • Ajudar o trader a prever os níveis de preço.
A imagem mostra um homem sentado em um sofá utilizando um celular em referência à análise de pontos de pivô e outras indicadores da análise gráfica, que pode ser feita por meio de gráficos em diferentes aparelhos.

Keltner Channels (ou Canais de Keltner)

Os Canais de Keltnersão outra ferramenta excelente para fazer a identificação do surgimento de novas tendências nos preços dos ativos na bolsa.

Também criado para trabalhos de análise de commodities, os canais de keltner foram criados por Chester Keltner nos anos 60. Na época, ele usou o indicador para analisar investimentos no mercado futuro do café.🌐

Com o tempo e a comprovação da eficiência do uso deste indicador, esses canais passaram a ser utilizados para outros ativos.

Também chamados de “envelopes”, os canais de Keltner são usados, principalmente, para acompanhar a volatilidade dos preços ao longo do período observado.

Canais Donchian

Canais Donchiansão outro indicador do mercado usado para medir a volatilidade de ativos na bolsa de valores. Ele é essencialmente um indicador de média móvel que segue uma determinada tendência.

Esse indicador é formado por três componentes, que consideram os preços do ativo dentro de um período de tempo. Os três componentes por sua vez são: uma banda inferior (preço mínimo no período observado), banda superior (preço máximo no período observado) e linha central (ponto central entre as duas bandas).

Conclusão

Viu como funcionam os pivôde alta e de baixa na análise técnica de ativos? Quando bem utilizados, esses padrões gráficos são de grande ajuda para o trader que deseja maximizar suas possibilidades de ganhos na bolsa. 💰

A melhor parte é que você, que opera no mercado, não precisa focar apenas no estudo e observação para identificar os pivôs. Você pode e deve contar com o apoio de uma ferramenta com inteligência artificial capaz de potencializar suas operações.

Estamos falando da AIA, a Personal Trader da Corretora Clear. Ela é ideal para realizar suas operações na bolsa, além de ter acesso a relatórios e dicas de operações lucrativas em tempo real.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *