Retração de Fibonacci: o que é e como usar no day trading

A retração de Fibonacci é um instrumento muito utilizado por investidores de longo prazo e traders durante a análise técnica de ativos, sendo uma excelente ferramenta para identificação dos pontos de entrada na Bolsa de Valores.

A retração de Fibonacci auxilia os traders e investidores na interpretação dos gráficos e estudo do movimento das ações e demais ativos. Ao usar essa ferramenta, os observadores conseguem encontrar pontos de mudança de tendências do mercado. 🧠

Neste artigo, você vai entender tudo sobre a retração de fibonacci. Desde o que ela é e como surgiu, até seus cálculos e uso prático no dia a dia de um operador da bolsa, seja um investidor ou um trader profissional.

Boa leitura! 👇

O que é a sequência de Fibonacci?

Nenhum investidor ou trader pode ter sucesso em suas operações usando a retração de Fibonacci sem entender primeiro a sequência de Fibonacci. Isso porque é a partir dessa sequência que se origina toda a estratégia com essa ferramenta.

A sequência de Fibonacci é tida como um dos maiores legados para humanidade e uma das séries mais famosas de toda a matemática.

Foi criada pelo matemático italiano Leonardo Pisano Bigollo Fibonacci (1170-1250 d.c) e é constituída por uma série de números que começa em 0 e 1, e segue com os próximos números sendo a soma dos dois números anteriores da sequência.

Abaixo um exemplo da sequência de Fibonacci:

0, 1, 1, 2, 3, 5, 8, 13, 21, 34, 55, 89, 144, 233, 377, 610, 987, 1597, 2584, 4181, 6765…

Com base nessa sequência, Fibonacci chegou ao que ele chamou de Retângulo de Ouro. Nele, um arco chamado de espiral de Fibonacci pode ser desenhado seguindo um coeficiente aproximado de 1,618 a partir do número 3.

Pois é, o coeficiente é o número Phi, e quanto mais se aprofunda a sequência de Fibonacci, mais perto se chega desse coeficiente. Para encontrar esse resultado, basta apenas dividir o último número da sequência pelo antecessor.

A imagem mostra uma sequência de fibonacci, que faz parte do conceito de retração de fibonacci.

Entendido o que é a sequência de Fibonacci é hora de aprender o que é a retração de Fibonacci.

O que é Retração de Fibonacci?

A retração de Fibonacci é um instrumento do mercado financeiro utilizado por traders e investidores de longo prazo na análise técnica de ativos. Ela utiliza a interpretação matemática da sequência de Fibonacci para constituir indicadores de correção ou direção para o movimento de preços de uma ação.

A retração é usada para identificar pontos onde o mercado tem chance de reverter a tendência de movimento de um ativo, ou seguir a tendência atual.

Uma vez que o mercado da renda variável se movimenta em ondas, topos e fundos de preços são formados em movimentos de subida e queda.

Ao usar a retração de Fibonacci, traders podem calcular e mapear os pontos de correção da tendência e assim posicionar suas ordens de compra e venda.

A retração é composta por linhas horizontais que cortam a série de preços do ativo em diferentes faixas de valores percentuais — e a distância entre essas linhas no gráfico vai variar sempre conforme a chamada série numérica de Fibonacci.

Os valores são os seguintes: 100%, 76,4%, 61,8%, 50%, 38,2%, 23,6% e 0%.

Os valores percentuais servem para orientar o trader em pontos onde os preços do ativo costumam passar por reversões de tendência.

👉 Análise Gráfica: o que é, como fazer e principais cuidados

Entenda sobre o cálculo e valores dos níveis de Fibonacci

A retração é composta por linhas horizontais que cortam a série de preços do ativo em diferentes níveis ou zonas. A distância entre essas linhas no gráfico vai variar sempre conforme a chamada série numérica de Fibonacci.

Os parâmetros desses níveis são 100%, 61,8%, 38,2%, 21,6% e 0%.

Os níveis de 50% e 76,4% também podem ser adicionados para o cálculo dos níveis ou zonas usando a retração de Fibonacci.

Isso porque eles também costumam indicar os pontos e momentos onde o preço passa por uma reversão de tendência.

Qual a zona mais forte da Fibonacci?

Para fins de observação do gráfico na análise técnica, quanto maior em valores for a zona, mais forte pode ser a retração. Normalmente, essas zonas são menos frequentemente utilizadas, mas ao mesmo tempo são as de maior aproveitamento para operadores.

Agora que sabe como o cálculo das retrações é feito, hora de conhecer melhor cada uma das zonas, principalmente, qual a zona mais forte das retrações de Fibonacci. Veja! 👇

Zonas Leves (23,6%)

As retrações leves são muito comuns de acontecerem na análise técnica de um trader para qualquer ativo negociado na bolsa. No entanto, as retrações leves são muito rápidas e tem uma duração bem curta.

Por isso, é importante que o trader esteja muito atento ao gráfico para não perder os momentos em que ela ocorre. Isso se ele deseja aproveitar as oportunidades que elas trazem. 💡

Zonas Moderadas (38,2%)

As retrações moderadas são pouco menos comuns que as leves, mas devem ser observadas com a mesma atenção pelos traders. Ela ocorre quando o preço do ativo negociado faz um recuo no gráfico até a zona dos 38%.

Depois desse ponto, a queda do preço perde força e intensidade e a partir daí o papel tende a retornar para o movimento inicial observado.

Zonas de Ouro (61,8%)

As zonas de ouro são as retrações mais fortes, mas as menos comuns de acontecerem. Também são as que mais facilmente podem ser aproveitadas pelos traders em suas negociações na bolsa de valores.

Ela ocorre quando a correção de preço do ativo chega a zona de 62%. No momento em que ela chega aos 61,8%, então dizemos que a retração chegou ao número de ouro.

Zona de Alerta

Ainda temos também as chamadas zonas de alerta, que nada mais são que os pontos em que o trader pode identificar potenciais resistências, suportes e reversões de tendência.

Em geral, as zonas de alerta são entendidas como ótimos pontos de entrada para os traders quando trabalham com as retrações de Fibonacci.

Porém, também são pontos onde o trader deve ficar muito atento às possíveis reversões de tendência.

A imagem tem como foco as mãos de um homem de camisa listrada azul segurando um papel e uma caneta que está apontando para um local da folha em referência ao entendimento da retração de Fibonacci no day trading.

Como usar retração de Fibonacci no day trading?

Usar a retração de Fibonacci nas operações de day trading não exige procedimentos difíceis e complexos. Eles são bem simples e podem ser realizados em poucos instantes na plataforma de operações do trader, bastam alguns passos rápidos:

  1. Acessar a plataforma de pregão eletrônico da bolsa de valores;
  2. Selecionar a ação, ou qualquer outro ativo, que você irá analisar;
  3. Selecionar a ferramenta de retração de Fibonacci;
  4. Marcar o ponto inicial do movimento onde começou a tendência, de alta ou baixa, do ativo analisado;
  5. Marcar o ponto final do movimento no gráfico do ativo que está sendo analisado, seja esse ponto de alta ou de queda.

Obs: os procedimentos podem variar um pouco em sua ordem dependendo da plataforma utilizada. Na plataforma Clear, por exemplo, você encontra processos simples e mais completos para fazer sua análise com as retrações de Fibonacci. Abra sua conta e experimente!

O uso da retração de Fibonacci varia um pouco quando analisamos uma tendência de alta ou de queda. Entenda:

  • Quando a tendência é de alta, usamos a retração para tentar encontrar pontos de suporte para novas compras do ativo;
  • Quando a tendência é de queda nos preços, usamos a retração como um meio para encontrar oportunidades de vendas e pontos de resistência do ativo analisado.

👉 Mini-índice e minidólar: conheça os Minicontratos

Vantagens em usar a retração de Fibonacci no day trade

A retração de Fibonacci é excelente no day trade para estabelecer limites de entrada e saída dos ativos negociados. Ou seja, com a retração você consegue identificar mais facilmente os pontos de stop a serem considerados.

Caso o papel negociado ainda não tenha um histórico, o trader pode usar a retração de Fibonacci como ferramenta para análise de tendência. O mesmo vale para ativos com grande histórico de pregões e registros de dados.

Qual é a diferença entre retração e projeção de Fibonacci?

De um modo geral, podemos entender a retração de Fibonacci como ferramenta de estudo para identificar regiões de suporte ou resistências nos preços. Enfim, até onde a cotação de um ativo pode fazer correção após uma alta ou baixa.

a projeção de Fibonacci é usada para fazer o mapeamento de potenciais alvos do mercado financeiro em uma tendência de alta ou baixa.

Saiba como potencializar suas operações de day trade

Não tem jeito melhor para potencializar suas operações de day trade, usando a retração de Fibonacci ou não, que contando com a ajuda de uma ferramenta de Inteligência Artificial.

Com uma Assistente de Inteligência Artificial, como a AIA da Clear, você terá acesso a diversas informações e estratégias em tempo real para melhorar a sua performance no day trade. Além disso, contará também com relatórios e dicas para aproveitar todas as oportunidades que surgirem e lucrar mais em suas negociações.

Abra sua conta na Clear e aproveite esses benefícios! 🚀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *