Mercado futuro: o que é e como funciona?

Você já ouviu falar sobre mini-índice e mini dólar? São os minicontratos mais populares do mercado futuro, e em contratos desse tipo quem investe pode operar alavancado.  

No mercado futuro, as pessoas compram um bem ou ativo com uma data de vencimento futura e por um valor pré-fixado. Caso no fim do contrato o valor real desse bem ou ativo for maior do que no momento da compra, seu lucro está garantido.  

Se você é aquele tipo de pessoa que está acostumada com as oscilações diárias da Bolsa de Valores, essa pode ser uma oportunidade para garantir uma boa rentabilidade através de moedas, commodities e negociações de índices, por exemplo.  

Mas, se você ainda não tem certeza se o mercado futuro é sua praia, é só conferir as informações que separamos neste conteúdo para te ajudar na decisão.  

Segue o fio! ⬇️

O que é mercado futuro?

Mercado futuro é o ambiente no qual os contratos futuros são negociados, ou seja, onde a compra e venda de ativos com data de liquidação no futuro são negociadas. Isso acontece na Bolsa de Valores (BM&F da B3).

Os ajustes financeiros acontecem diariamente, conforme a variação do preço em cada pregão.  

Por meio deles os vendedores e compradores conseguem apurar o resultado positivo ou negativo de suas operações abertas até o encerramento da posição, limitada ao vencimento do contrato, e onde é feito o último ajuste.  

Como citamos no início, o mercado futuro é muito utilizado para negociação de commodities, principalmente, por empresas produtoras que querem proteger as produções das oscilações de preço.  

Nesse sentido, é importante destacar que, na grande maioria dos contratos futuros, a liquidação ou encerramento da posição é apenas financeira. 

Além disso, algumas pessoas investidoras que querem aproveitar a volatilidade natural do mercado, muito presente no agronegócio, por exemplo, também investem no mercado futuro. Essas pessoas são as chamadas especuladoras, pois apostam especulando na alta ou na queda de algum ativo, moeda ou índice.  

👉Ibovespa Futuro: como funciona o mercado futuro do índice

Na Clear você conta com corretagem zero nos melhores produtos do mercado. Abra sua conta, online, rápido e 100% grátis. 

O que são contratos futuros?

Contrato futuro é um tipo específico de contrato derivativo, de compra e venda de algum produto, como o milho, de moeda estrangeira, como o dólar, ou de índice.

Os contratos no mercado futuro têm data de vencimento futura, mas seu preço é definido a mercado — pelo equilíbrio entre quem compra e quem vende.  

Quem investe pode, por exemplo, comprar dólares por um preço definido na formalização do contrato, mas com liquidação em uma data posterior. Se o dólar estiver valendo mais do que o valor definido no contrato, quer dizer que a pessoa especuladora sairá ganhando. 💰 

Vale lembrar também que, no mercado futuro, quem investe pode liquidar seu contrato a qualquer momento.   

Como funciona o mercado futuro?

O mercado futuro funciona a partir da valorização de um contrato comprado por um preço pré-fixado. Se você comprar, por exemplo, 100 sacos de café a R$100 cada um e, no dia do vencimento do contrato, o valor estiver em R$130, quer dizer que você obteve lucro.  

Todos os valores no mercado futuro são apurados diariamente, o que pode significar grande liberdade para a pessoa que quer operar, recuando quando achar necessário e liquidando seu contrato, ou seja, finalizando a operação de contratos futuros.  

Esse processo de finalização acontece na Câmara de Compensação e Liquidação da B3, que assegura que todas as partes envolvidas cumpram suas obrigações.  

Ainda dá pra fazer uso da margem de garantia no mercado futuro a fim de reduzir os riscos que ele oferece.  

Quais são os principais contratos negociados no mercado futuro?

Agora que você já sabe o que são contratos futuros, vamos explicar um pouco sobre os principais negociados no mercado futuro. Confira:

Commodities

Quando falamos de commodities, estamos nos referindo a matérias-primas produzidas em larga escala que apresentam uma variação de preço considerável, sendo vistas como uma forma de investimento.

Elas são negociadas no mercado futuro e se dividem em 4 categorias:

  • Agrícolas;
  • Ambientais;
  • Financeiras;
  • Minerais.

Sabendo disso, temos como as mais negociadas o Boi Gordo (BGI), Milho e o Café. O primeiro tem como unidade de referência do contrato o arroba, o segundo e terceiro é por sacas de quilos.

👉Clique aqui e saiba mais sobre as commodities

Índice Bovespa

O Índice Bovespa (Ibovespa) é o principal indicador da Bolsa de Valores e, provavelmente, você já ouviu falar dele. O índice funciona como um termômetro do mercado de ações do Brasil e mede o desempenho médio de uma carteira teórica de ações.

Algumas das ações que compõem esse contrato futuro são: Vale, Petrobras, Itaú Unibanco, Bradesco, B3 e entre outras.

S&P 500

O S&P 500 (Índice S&P 500 Futuro) é um índice financeiro que reflete o desempenho das 500 maiores empresas americanas de capital aberto, tendo relevância mundial. Algumas das empresas que compõem esse índice são:

  • Nike;
  • Cola Cola;
  • Apple;
  • Disney;
  • Neflix e muitas outras.

Dólar

O dólar é um dos principais contratos negociados no mercado futuro. Afinal, ele atrai muitas pessoas que desejam ganhar dinheiro ao investir nessa moeda.💸

Como explicamos, ao operar esse contrato é possível ganhar dinheiro com a valorização da moeda devido às variações cambiais.

Vantagens e riscos do mercado futuro

A imagem mostra um homem negro de barba vestindo uma touca laranja e uma camisa branca com um colete jeans por cima. Ele está sorrindo em referência as vantagens do mercado futuro.

Agora que você sabe o que é mercado futuro e como ele funciona, está no momento de entender se essa é, realmente, uma boa opção para a sua carteira de investimentos.  

Como tudo nesta vida, o mercado futuro apresenta vantagens e desvantagens, e você confere algumas delas na sequência.  

Vantagens

Investir em contratos futuros ou outros produtos do mercado futuro pode trazer alguns benefícios e lucros. Então, veja 7 vantagens do mercado futuro:  

  1. É possível obter bons lucros negociando contratos de commodities, índices ou moedas, lucrando com a oscilação de preços desses ativos;   
  2. Investidores podem lucrar com a especulação, mas também podem utilizar o mercado futuro como estratégia para se proteger contra a volatilidade do mercado;  
  3. É possível diversificar seus investimentos de renda variável;   
  4. É possível investir com pouco dinheiro, porque quem vai investir não precisa do valor do contrato operado em dinheiro, mas sim o valor de sua oscilação;   
  5. É fácil investir, por meio de um bom home broker, como o da Clear.  
  6. Alta liquidez;  
  7. Possibilidade de realizar alavancagem financeira nas operações, movimentando valores maiores do que você tem em conta, e lucrar mais com isso. Basta usar a margem de garantia.  

Riscos

A principal desvantagem do mercado futuro é que ele acarreta grandes riscos — uma característica natural dos investimentos de renda variável, e potencializado pela alavancagem.   

Muitas pessoas investidoras consideram a margem de garantia uma desvantagem. E quando falamos de perdas, a alavancagem também pode não ser tão vantajosa assim se não for bem administrada.  

Entenda os minicontratos  

Já que citamos sobre mini-índice e mini dólar, vale a pena dar uma pincelada no conceito de minicontrato.  

Os minicontratos foram criados em 2011 com o objetivo de oferecer a oportunidade para pequenos investidores investirem no mercado futuro. Através da negociação de uma fração dos contratos cheios, os minicontratos são acessíveis para qualquer pessoa. Os mais populares são o mini dólar e o mini índice.  

Quer ver um exemplo com números? 👇  

No caso do dólar, um contrato cheio de dólar envolve uma negociação de US$50.000, mas o lote mínimo é 5 contratos, chegando, assim, a um montante de US$250.000 e, no minicontrato, o lote é de 1 contrato e equivale a 1/5 do tamanho do cheio, ou seja, o valor reduz para US$10.000.   

Porém, você não precisa ter todo esse montante, por conta da margem de garantia, que corresponde à parte do valor em função do preço do produto, esse valor é determinado diariamente pela BMF e, a partir dele, as corretoras definem as suas próprias margens.   

A margem requerida deverá ser depositada previamente por quem é trader ou investidor antes de realizar a operação alavancada no mercado futuro, podendo ser em financeiro ou produtos aceitos como garantia, como títulos do tesouro.  

Mais especificamente, a diferença entre os minicontratos e as ações está no fato de que estes são negociados em pontos, enquanto as ações, em centavos. Cada ponto do mini dólar vale R$10,00, enquanto que cada ponto do mini índice vale R$0,20.  

Em termos de movimentação, o mini dólar se movimenta de 0,5 em 0,5 ponto enquanto o mini índice, de 5 em 5.  

O que é hedge?

Nas operações financeiras, hedge é um mecanismo utilizado por quem investe para proteger a carteira da alta volatilidade do mercado. Por meio de uma operação de hedge, é possível definir alguns cenários e avaliar até onde podem chegar seus ganhos e perdas.   

Imagina só: você investe em uma empresa frigorífica exportadora, que comercializa seus produtos mundialmente e, então, ao negociar com o mercado estadunidense, é preciso ter atenção ao intervalo entre o fechamento do contrato e o recebimento do dólar.  

Se houver uma oscilação forte no período, será bom ou ruim para você? É aí que entra o hedge cambial. Por exemplo: ele protege o seu patrimônio de possíveis oscilações negativas da moeda.   

Portanto, na hora de negociar contratos futuros pode ser interessante aplicar uma estratégia de hedge cambial, especialmente no caso dos contratos de dólar.  

O mercado futuro é para você?

Em primeiro lugar, é preciso entender, qual é o seu perfil de pessoa investidora. Não há dúvidas de que o mercado futuro apresenta fortes oscilações, e nem todo mundo que vai investir se sente totalmente confortável com isso.  

Depois, é preciso ter conta em uma corretora, pois só é possível investir no mercado futuro através de uma.  

A Clear tem uma das maiores alavancagens do mercado e corretagem ZERO. Dê o primeiro passo para conquistar sua liberdade financeira: Abra sua conta!   

Geralmente, pessoas investidoras de perfil agressivo ou moderado tendem a investir no mercado futuro para ter bons lucros em contratos futuros.  

Já conhece a Clear? 

Aqui na Clear, você pode abrir sua conta gratuitamente e não paga nada de taxa de corretagem ou custódia.  

Nossa equipe possui analistas em investimentos de renda variável, como ações, fundos imobiliários e os minicontratos (sobre os quais falamos um pouquinho nesse conteúdo).  

Por meio do nosso app de investimentos e de nossas plataformas digitais, é possível gerenciar seus investimentos de onde estiver, em tempo real, acompanhando toda a sua variação patrimonial.  

Pode contar com a gente!  

🔵Como escolher a melhor plataforma para operar

Plataforma Zero para operar no mercado futuro 

Para facilitar sua vida, a Clear tem uma campanha chamada Plataforma Zero, na qual você tem acesso às maiores plataformas do mercado.

Algumas dessas plataformas são: 

Você pode conferir mais informações e condições sobre as plataformas clicando aqui.

Como investir no Mercado Futuro?

Após entender tudo que envolve o mercado futuro e respectivos contratos, é hora de aprender como investir!

Como comentamos, o procedimento para investir nessa modalidade é intermediada pelas corretoras de valores, dentro do home broker. Veja 5 passos simples:

  1. Abra sua conta em uma corretora;
  2. Transfira o dinheiro para sua conta;
  3. Selecione qual tipo de contrato futuro deseja investir;
  4. Escolha a data de vencimento do contrato;
  5. Invista e acompanhe os resultados.

A partir disso, você é capaz de observar as cotações para agir na hora certa e obter bons lucros com suas operações no mercado futuro.

E aí, bora começar a investir? 🚀

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *