[xp_hellobar][/xp_hellobar]

21 motivos para investir em renda variável

21 motivos para investir em renda variável

Navegue por assunto


Investir em renda variável pode ser para você. 

2021 chegou trazendo mais energia. Energia para fazer coisas novas, aprender, traçar metas e tirá-las do papel. O ano novo trouxe também vinte e um motivos para investir em renda variável, veja quais deles você já sabia e quais vão te fazer começar a investir agora mesmo.

  • Poupança não é investimento

Para entender isso vamos comparar o retorno da poupança com o aumento dos preços, que é medido pela inflação. Em 2020 a popança rendeu 2,11%, enquanto a inflação (medida pelo IPCA-15) foi de 4,23%. Ou seja, se você tivesse deixado o seu dinheiro na poupança ao longo de 2020, no final do ano você conseguiria comprar menos do que compraria em janeiro e isso porque os preços subiram mais que o seu dinheiro rendeu. Não dá para chamar isso de investimento né?

  • Taxa de juros nas mínimas históricas

A maior parte dos investimentos de renda fixa tem seu retorno atrelado à taxa básica de juros da nossa economia, famosa Selic, que está nos menores patamares já vistos. Saímos de uma Selic de mais de 14% em 2016 para 2% em 2020. Com isso, a rentabilidade da renda fixa também caiu e já não está mais tão atrativa, apesar de ainda ter boas oportunidades visando médio e longo prazos.

  • Oportunidade de rentabilidade acima da renda fixa

Aproveitando que estamos falando dela, as aplicações de renda fixa trazem sim maior previsibilidade e são importantes para compor qualquer carteira de investimentos. O ideal é colocar uma parte que você pode precisar, a famosa reserva de emergência, em renda fixa e aplicar outra parte das suas reservas em ativos que buscam trazer mais rentabilidade, como a renda variável. Afinal, como falamos, o retorno da renda fixa não está tão atrativo para deixar tudo lá.

  • Diversificar seus investimentos

Além de diversificar investindo tanto em renda fixa quanto em renda variável, você pode diversificar dentro da renda variável. Essa classe de investimentos, além de ações, tem outros tipos de investimento como BDRs e Fundos Imobiliários – ok, já vamos falar mais deles.

  • Poder investir em empresas de outros países

Através de BDRs, por exemplo. Os BDRs (Brazilian Depositary Receipt) são títulos negociados na nossa bolsa de valores, famosa B3, mas que estão ligados as ações de empresas de outros países. Investindo em BDRs, além de ter acesso a empresas estrangeiras e setores que não temos no Brasil, você fica exposto a cotação da moeda e pode se beneficiar da valorização do dólar. Cliente Clear recebe todo mês a carteira recomendada de BDRs da Spiti, que ajuda na tomada de decisão sobre quais BDRs investir.

+ BDRs pagam dividendos? Confira!

  • Poder investir em imóveis sem ter que comprar o imóvel

Os fundos imobiliários, como o próprio nome já diz, tem lastro em imóveis. Para investir direto e comprar um imóvel normalmente você precisa de muito mais dinheiro do que para investir em um fundo e, caso queria resgatar seu investimento, nem sempre vender o imóvel é rápido. No fundo você sabe em quanto tempo pode resgatar o dinheiro, o que faz dele um investimento mais líquido. E para escolher os melhores fundos, cliente Clear também tem acesso a carteira recomendada Clear de Fundos Imobiliários.

  • Investir em diferentes setores

Falamos de ações, BDRs e fundos imobiliários. Praticamente todos os setores que conhecemos podem ser investidos através desses ativos. Você pode colocar parte do seu capital em uma empresa que depende de exportação e se beneficia quando o dólar sobe. Pode investir outra parte em empresas de vendas online, lembrando que vimos esses negócios valorizarem com as medidas de isolamento social. Ou pode investir também em fundos imobiliários. Enfim, continuar diversificando dentro da sua carteira de investimentos.

  • Aprender sobre o mercado

Falamos de algumas variáveis aqui. Já deu para ver que investir em renda variável é uma forma de entender a economia que vivemos. Por exemplo, acompanhar na prática a valorização que as empresas exportadoras podem ter quando o dólar sobe. Ou como as decisões do governo podem impactar as empresas estatais e os setores regulados. De fato você não precisa necessariamente investir para entender a economia, mas não fica muito mais interessante acompanhar essas mudanças quando você pode ganhar com isso?

  • Aproveitar a recuperação da economia

Alguns setores já se recuperaram depois da queda da bolsa de valores em março, quando o corona vírus chegou no Brasil, e quem aproveitou essa recuperação ficou bem feliz. Mas isso não quer dizer que não tem mais oportunidade. Há setores que ainda tem bastante espaço para subir e a perspectiva para 2021 é positiva.

  • Otimismo para 2021

A perspectiva é positiva, mas por quê? Com a chegada da vacina, que deve trazer de volta alguma normalidade às nossas vidas, a contínua recuperação que já estamos acompanhando e os estímulos dos Bancos Centrais ao redor do mundo, que seguem colocando dinheiro para ajudar a girar as economias, nos deixam otimistas sobre o mercado. A expectativa é que as bolsas mundiais continuem o movimento de alta que iniciaram no final de 2020.

  • Pensar no longo prazo

Investir em renda variável pode ser uma ótima forma de ganhar no longo prazo. As ações das boas empresas tendem a se valorizar com o passar do tempo e, investindo em um momento de recuperação de economia, você pode capturar esses ganhos lá na frente.

  • Ter mais uma fonte de renda

Algumas ações pagam dividendos com frequência, ou seja, periodicamente o investidor recebe uma parte do lucro que a empresa distribui aos acionistas. Além das ações há também fundos imobiliários que garantem uma receita até mensal, como se o investidor recebesse um aluguel pelos imóveis. Você pode colocar na sua carteira ativos que gerem uma fonte de renda recorrente.

  • Organizar a sua vida financeira

Organizar seus investimentos, escolher qual faz mais sentido para o seu momento de vida, quanto você pode aplicar e por quanto tempo. Isso torna a sua vida financeira mais tranquila. Aí vale lembrar que além da saúde física temos também a saúde financeira para cuidar.

  • Traçar as próprias metas e objetivos

Já entendemos que investir é uma ferramenta poderosa e pode contribuir na vida financeira de todos. Você pode traçar metas, desde aprender mais sobre uma coisa nova até estipular ganhos mensais que quer atingir, ou mesmo traçar uma estratégia para alcançar aquele objetivo financeiro que parece distante.

  • Autonomia nos seus investimentos

Conforme você vai aprendendo, vai se organizando, o que vem junto? Autonomia. Você pode investir em ações através de fundos, e alguns gestores são de fato gênios do mercado, mas você não precisa depender só deles. Pode ser o gestor de uma parte da sua carteira, tomar decisões, escolher as empresas que gosta, os negócios que você acredita e investir diretamente neles.

E quando você faz isso, toma as suas próprias decisões de investimentos. Você aprende mais sobre você mesmo e o seu perfil de risco. Passa a entender qual o nível de detalhe quer ter para tomar uma decisão e se sentir confortável com ela, se prefere investir em empresas consolidadas ou gosta da ideia de aplicar em um negócio novo (obviamente, sem fazer nenhuma loucura financeira). Como você se sente com a tomada de risco?

  • Liberdade de definir o momento de comprar e vender

Na renda variável o investidor tem liberdade para “casar” o melhor momento para seus investimentos com o momento de mercado. Diferente de outros tipos de investimento, o próprio investidor pode decidir comprar ações quando tem dinheiro disponível, e pode optar por vender e transformar as suas ações em dinheiro quando quiser.

  • Disciplina

Mas a liberdade requer disciplina, principalmente quando você está fazendo isso por conta e não tem ninguém olhando. Mas ano novo é um ótimo momento para isso, então porque não se comprometer a fazer aplicações mensais nos seus investimentos?

  • Colocar o dinheiro para “trabalhar”

Afinal, investir nada mais é que colocar o dinheiro para trabalhar. É aplicar o seu dinheiro para que ele gere mais dinheiro. É ter ativos que geram ativos, ou seja, ter um bem que gera mais bens.

  • Investir sem pagar taxa de corretagem

A Clear tem taxa de corretagem zero. Ou seja, para investir em ação por exemplo você paga só o preço da ação, sem taxa de corretagem. Vale lembrar que não foi sempre assim, no passado investir tinha mais custos, mas na Clear desde 2018 é a taxa de corretagem é zerada.

  • Informação de qualidade disponível

Cada vez mais a pessoa física tem informação de qualidade disponível para tomar as melhores decisões. E nesse tópico eu tomo licença poética para falar do time da Clear e de mim. Nós estamos aqui para aqui para trazer conteúdo, para que todos tenham acesso à informação de qualidade e se sintam seguros para investir. Só assim cuidar do dinheiro vai fazer parte da vida de mais e mais pessoas.

Fica aqui uma dica para ter ainda mais informação sobre o mercado: o Telegram da Clear. Lá, você vai receber tudo o que precisa para fazer os melhores investimentos. Para entrar, basta clicar aqui.

Acompanhe os analistas nas redes sociais, veja os vídeos da Clear no Youtube e se surgir dúvida, pode mandar. Estamos aqui para concretizar juntos esses 21 motivos ao longo de 2021.